Pular para o conteúdo principal

Superboy Prime de volta

A Terra Primordial é um planeta que emula o nosso. Não existem heróis nem super-seres.

Foi palco de várias aventuras do Flash (Flash volume 1 # 179 – 1.968) e alguns editores e escritores constantemente são transportados deste mundo para a Terra 1 e 2.

O primeiro herói daquele mundo, Ultraa, decidiu abandoná-lo, de modo que a sua existência não provocasse o surgimento de outros super-seres.

Isto não impediu uma segunda Crise envolvendo o planeta (veja aqui a primeira Crise e aqui a segunda).

Em 1.985 a passagem do Cometa Halley despertou os poderes de uma versão de Clark Kent que se tornou o Superboy.

Na mesma época acontecia a Crise nas Infinitas Terras (1985). Ao final da série, Superboy da Terra Primordial, Alexandre Luthor da Terra-3 e Superman & Lois Lane da Terra-2 tornam a última linha de frente contra o Antimonitor, derrotando-o definitivamente.

Eles são transportados para uma outra dimensão de viveriam felizes para sempre. Com a destruição do Multiverso os personagens e a Terra Primordial não foram vistos novamente.

Em Crise Infinita (2005/2006) descobre-se que Luthor da Terra-3 com ciúmes da afeição entre Superman e Lois (uma versão de sua mãe) manipula o Superman e Superboy para que quebrem a barreira entre as dimensões e enfrentem os heróis, decididos a recriarem o Multiverso (que seria efetivamente recriado em 52 de 2006/2007).

Durante a série, Superboy-Primordial torna-se o grande vilão e para alguns leitores, ele é tudo de ruim que há na história. Tornou-se ridículo, caricato, sinal de falta de possibilidades.

Apesar da má fama do personagem, Geoff Johns, escritor de Crise Infinita, o usou como vilão em duas outras séries: A guerra dos Anéis, ligada à cronologia da série Lanterna Verde volume 4 e Tropa dos Lanternas Verdes, e também na série Crise Final: A Legião dos 3 Mundos, atualmente publicada pela Panini.

Ao final de Legião dos 3 Mundos descobre-se que a Legião dos Super-Heróis criada por Mark Waid & Barry Kitson, que teve recentemente aventuras publicadas por aqui na série Os Melhores do Mundos (Supergirl & Legião dos Super-Heróis), na verdade, habita o futuro (século XXXI) da Terra-Primordial.

Em Adventure Comics volume 3 # 4 (janeiro-2.010, cover date), utilizando recursos de metalinguagem onde o narrador conversa com o leitor e admite que Superboy é impopular e durante a edição o próprio Superboy lê o final – na Terra Primordial os heróis da DC Comics são publicados em revistas – que continua no próximo número.

Alexandre Luthor da Terra-3 e vários Titãs assassinados por Superboy em Crise Infinita navegam entre as dimensões e atacam o vilão que mantêm os pais em uma espécie de prisão.

A edição tornou-se famosa por que Johns a utilizou para descarregar sua fúria contra os leitores que haviam criticado os seus trabalhos anteriores com o personagem (em tempo: A guerra dos anéis e Legião dos 3 Mundos não sofreram críticas neste sentido).

Rendeu uma boa história, mas a comoção dos nerds mostra como o público de quadrinhos ainda é despreparado para aceitar críticas e somente habilidoso em fazê-las.

Um detalhe importante. Quase todas as modificações importantes que os editores obrigaram a Johns fazer em Crise Infinita já foram desfeitas. Shazam, o mago, já retornou. Apesar de Superman e Lois da Terra-2 morrerem (em Crise Infinita) e retornarem como mortos-vivos (A noite mais densa), já se sabe que na dimensão Terra-2 foi criado uma versão para substituí-los. Este recurso foi usado para explicar a existência de Poderosa na Nova Terra e na Terra-2. Esta versão do Superman está perdida (leia Sociedade da Justiça da América – Terra-2, O reino do amanhã e Um mundo sob Gog). Outras modificações também foram desfeitas.

Veja aqui a lista de todas as Crises da DC Comics.

Veja aqui a lista do Multiverso da DC Comics.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

A Saga do Quarto Mundo: Novos Deuses, volume 1 e 2

Ponto central a Saga do Quarto Mundo em New Gods (Novos Deuses em português) temos as aventuras de Orion sozinho ou auxiliado por Magtron e humanos. A parceria entre um deus e humanos seria evocada novamente em Os Eternos (1.976-78) do mesmo Jack Kirby. Em ambas as séries, após a parceria inicial os humanos seriam abandonados.

Aqui a macro-trama é que na Terra o deus maligno Darkseid tem pistas de uma fórmula chamada equação anti-vida ao qual deseja com objetivos próprios. Orion, filho de Darkseid mas criado pelo benigno Pai Celestial, é o nêmese de seu pai e está destinado a matá-lo.

Além de New Gods a Saga do Quarto Mundo foi publicada nos primeiros volumes das séries Mr Miracle (Senhor Milagre), Forever People (Povo da Eternidade) e Superman Pal's Jimmy Olsen (a única que não foi criação original de Kirby).

Originalmente New Gods foi publicada em série bimestral com onze números (março de 1972- novembro de 1972).

Em 1984 a DC Comics re-editou a série original em The New Gods,…