Pular para o conteúdo principal

Fábulas vol 4: A marcha dos soldados de madeira

Em algum momento a série Fábulas deixou de nos chocar por exibir os personagens de histórias de nossa infância em um contexto de mundo moderno e passou a focar no conflito com o Adversário. Hoje, com a Panini Comics – a atual casa da série depois da DEVIR e da Pixel – alcançando o 11º volume talvez seja difícil definir o momento, mas o confronto entre Adversário e a Cidade das Fábulasrealmente” iniciou no volume 4 A marcha dos soldados de madeira, onde um exército de soldados de madeira inicia um ataque à Cidade das Fábulas, fazendo barricadas em plena Nova Iorque.

Bill Willingham (texto) deixou ali os elementos que iriam definir o futuro da série, e por futuro, digo que a série tinha naquele momento 19 edições. Até a edição #75 todo começou ali, depois... bem, depois é depois. E mais um motivo para alegria foi a contratação de Mark Buckingham que só fez bem à série, que teve uma plástica mais bem definida com o artista.

O encadernado da Panini, une a história O último castelo, uma edição especial com arte de P. Craig Russell, que narra a última grande fuga das Terras Natais e o sacrifício de alguns, com o longo arco A marcha dos soldados de madeira, onde temos a chegada de Chapeuzinho Vermelho das Terras Natais – não surge uma nova fábula há séculos e isto é motivo para alegria e dúvidas – e o ataque de um exército de soldados de madeira, que desejam a derrocada da Cidade e a recuperação de Pinóquio (hoje em forma humana e sempiternamente preso na infância), mostrando uma possibilidade que o construtor do boneco, o velho Gepeto, esteja vivo e seja prisioneiro do adversário.
De pano de fundo a candidatura do Príncipe Encantado para a Prefeitura da Cidade e os estágios finais da gravidez de Branca de Neve, grávida de Bigby Lobo (o Lobo Mau), que por sinal tem uma tumultuada história com Chapeuzinho Vermelho.

O arco inicia a longa série da Panini Comics, que ainda não republicou os três primeiros volumes como fez com Y o último homem, Ex Machina e 100 balas.

Volume
Nome
Edições
01
Lendas no Exílio
#01-05
02
A revolução dos bichos
#06-10
03
O livro do amor
#11-18
04
O último castelo; #19-21; #23-27
05
#22; 28-33
06
#34-41
07
Noites (e dias) da Arábia
#42-47
08
Lobos
#58-51
09
#52-59
10
#60-69
11
Guerra!
#70-75

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!