Open top menu
quinta-feira, 9 de abril de 2015

Há um momento em que toda série cansa e parece não progredir com a mesma força. A partir daí as situações são repetitivas e ecoam o quê já vimos. Às vezes o eco é sutil, às vezes forte. Os mortos-vivos chegou neste ponto para mim. As tramas são desdobramentos, alguns sutis, outros nem tanto, de tramas anteriores, estendidas e com trajetórias distintas.

Ainda assim Sem saída o arco das edições The walking dead #79-84 é bom, pois nos mostra até onde Rick Grimmes está disposto a chegar para manter aqueles que lhe são caros, e mais importante: quem são esses!

Imperceptivelmente também corre a questão das semelhanças entre Rick e o Governador, melhores exploradas nas temporadas quatro e cinco da série de TV.

A edição trabalha o conceito de horda que surgiu nos volumes anteriores (veja volumes 10, 11, 12 e 13) e mostra que os andarilhos são atraídos por sons, especialmente de tiros que se propagam. Aqui uma horda invade a cidade que vivia em relativa paz e autonomia e o grupo é separado em diversos grupos. Rick decide fugir e abandonar, mas um evento o faz perceber que é importante ficar e estabelecer uma posição.

A partir daí ele percebe que é possível fazer frente a praga zumbi. Mas quanto de sua humanidade ele perdeu no caminho? E a perda da edição, será possível superar?


Os mortos-vivos volume 14: Sem saída, março de 2014. Tradução de The walking dead #79-84. Escrito por Robert Kirkman, lápis e nanquim Charlide Adlard, tons de cinza Cliff Rathburn. HqM Editora. ISBN 978-85-998-5980-3.
Different Themes
Written by Lovely

Aenean quis feugiat elit. Quisque ultricies sollicitudin ante ut venenatis. Nulla dapibus placerat faucibus. Aenean quis leo non neque ultrices scelerisque. Nullam nec vulputate velit. Etiam fermentum turpis at magna tristique interdum.

0 comentários