Open top menu
quinta-feira, 9 de abril de 2015

Se existe algo divertido e relevante em SUPERMAN: À PROVA DE BALAS (Panini Comics, 2015) além do uniforme de Clark Kent nas primeiras edições é Calvin Ellis, o presidente dos EUA e o Superman… da Terra-23.

A prova de que o uniforme é divertido é que a DC o está utilizando (com adaptações) no semi-reboot que está construindo neste momento nos EUA. Já Calvin Ellis consegue ser divertido, interessante e politicamente ativo. Seu personagem é o resultado do “endurecimento” do Clark Kent que Grant Morrison nos apresentou: ele é o presidente dos EUA e decide tomar o destino do mundo em suas mãos, fazendo aquilo que crê ser correto. É assim, um misto de Hiperion de Poder Supremo (cadê o encadernado Panini?), com o Superman dos anos 1970/80 e parte do radicalismo presente no texto de Morrison na versão Superman do Universo Os Novos 52. Talvez a DC não tenha deixado o autor brincar o suficiente com seu Clark e ele tenha decidido criar um universo paralelo para dar vazão.

É bom?

Esta é uma pergunta difícil. O Superman da Terra-23 surgiu em Action Comics #09 e teve direito a história principal e também a história backup da edição. Depois retornou em The Multiversity #01. Como personagem de edição única e série, mostra-se interessante. Algo que me lembra da série dos Positrônicos de Isaac Asimov: alguém que passa a guiar a humanidade levemente, mas sem o radicalismo de tomar o poder e sem as consequências destes atos.

Mas a DC tem histórico em arruinar seus personagens. E afinal todo dia é dia de a DC Comics fazer algo errado.


Veremos.







Different Themes
Written by Lovely

Aenean quis feugiat elit. Quisque ultricies sollicitudin ante ut venenatis. Nulla dapibus placerat faucibus. Aenean quis leo non neque ultrices scelerisque. Nullam nec vulputate velit. Etiam fermentum turpis at magna tristique interdum.

0 comentários