Pular para o conteúdo principal

Game of Thrones [4x01] – Two Swords


E então começou!

Game of Thrones é a série de TV da HBO baseada nos livros de fantasia de George R R Martin A song of ice and fire (As crônicas de fogo e gelo), inicialmente previstos para três livros e posteriormente alterados para uma série de sete volume. Até o momento foram publicados cinco livros.

Martin se destaca no reino da fantasia pelo uso de complexas intrigas políticas, pouco uso de magia e questões envolvendo sexo, mas advirto que o nível de sexo dos livros não se aproxima do padrão HBO de qualidade, que inseriu diversas passagens para desnecessariamente vender a ideia de fantasia para adultos.

Exibida a partir de 2.011 cada temporada da série de TV adapta um livro d'As Crônicas. Foi assim com o primeiro e segundo volumes, adaptados na primeira e segunda temporada. No entanto, o terceiro volume (Atormenta de espadas), cujo manuscrito ultrapassou 1.200 páginas e já há algum tempo é reeditado nos EUA em dois volumes, mereceu duas temporadas – as temporadas 3 e 4 da série.

Com a popularização de alguns personagens os produtores passaram a usar elementos dos livros seguintes, assim, tanto a temporada 3, quanto a temporada 4 já possuem elementos dos livros 3, 4 e 5, além de dezenas de passagens e vários personagens criados especialmente para a série. De modo a simplificar a trama ou criar tensões, personagens são eliminados ou apresentados em momentos distintos dos livros.

[O episódio]
Exibido em estreia mundial no domingo, 06 de abril de 2014, o episódio inicia com Tywin Lannister, avô do rei menino Joffrey Baratheon, assim como seu a Mão do Rei (um cargo equivalente a primeiro ministro) moldando novamente a espada de Ned Stark construída com o raro aço valeriano.

Ele produz duas espadas e uma delas presenteia a Jaime Lannister, seu filho e chefe da guarda real que retornou a Porto Real depois de feito prisioneiro dos Stark.

Agora aleijado da mão da espada todos esperam que Jaime retorne para Rochedo Castelly para cuidar dos negócios da família.

Jaime se recusa.

Ganha uma reprimenda do pai, além do desprezo de Cersei Lannister (sua irmã e amante, rainha-mãe de Westeros) e do Rei Joffrey Baratheon (filho de Cersei com Robert Baratheon, mas secretamente filho natural de Jaime).

A partir deste episódio passa a usar uma mão de ouro feita pelo Meistre Qyburn, um meistre renegado que está servindo a Cersei. Nos livros esta é uma diferença fundamental, já que Jaime só chega em Porto Real após o casamento de Joffrey e Margaery e, portanto, em outro contexto.

Tyrion Lannister, o Duende, filho anão e desprezado de Tywin Lannister e atualmente o mestre da Moeda do reino, é enviado para recepcionar Oberyn Martell, que veio a Porto Real para o casamento de Joffrey e deseja vingança pela morte de sua irmã, Elia, nas mãos do Montanha, certamente sob ordens de Tywin, dezessete anos antes.


Fica evidente que, diante de tamanho ódio dos Martell em relação aos Lannister, Tyrion só foi enviado para recepcioná-lo por ser dispensável. O diálogo simplifica bastante a questão dos últimos momentos antes do golpe de Robert Baratheon e pode criar profundas divergências em relação aos livros, inclusive suprimindo personagens futuros.

Daenerys Targaryen se prepara para invadir mais uma cidade escravagista e fica evidente que está caindo de encantos por Daario Naharis enquanto seus dragões mostram-se uma força da natureza, incapaz de serem plenamente controlados.

Sansa Stark, agora esposa de Tyrion continua a lamentar a morte da família e se aproxima novamente do Sor Dontos, um bobo. O personagem apresentado originalmente no início da segunda temporada, havia sido eliminado da série de TV, mas retorna para cumprir seu papel, aproximando esta trama em específica do material dos livros.

Shae, assistente de Sansa e secretamente amante de Tyrion, provoca o amante, mas uma discussão entre ela e o Duende cai nos ouvidos de uma espiã de Cersei, que imediatamente comunicada à rainha-mãe.

Jon Snow retorna para a Patrulha e confessa suas ações enquanto membro dos homens livres de além da Muralha, inclusive seu relacionamento com Ygritte. Continua amigo de Samwell Tarly, mas ganha a inimizade dos dirigentes, exceção feita ao centenário Meistre Aemon. Há na Patrulha a questão da sucessão de Jeor Mormont, falecido.

Nas proximidades ao sul da Muralha Ygritte e Tormund acatam ordem de Mance Rayder e se aliam os Thenn – criando um alvo para o ódio dos expectadores e uma situação semelhante a “os selvagens atacam mas são honrados, já os Thenn...”

Conforme relatado por Jon haverá um ataque à Castelo Negro pelo sul com as forças de Tormund, Ygritte, os Thenn e outras tribos e pelo norte com forças controladas pessoalmente por Ryder, que prometeu como sinal uma gigantesca fogueira.

Brienne de Tarth passa um período em Porto Real e cobra insistentemente a responsabilidade de Jaime Lannister em relação às meninas Stark: ele jurou a Catelyn Stark devolvê-las para a família. Personagem narradora na série de livros, Brienne ganhou importância na terceira temporada em função de sua parceria perfeita com Jaime Lannister enquanto o levava do acampamento Stark até Porto Real, um percurso mais do que acidentado. Foi neste período que os espectadores puderam perceber quão complexo é o personagem de Jaime e que resumi-lo no epíteto de regicida não faz juz a ele.


Arya Stark a segunda menina Stark, está vagando supostamente desaparecida, não sendo vista desde a decapitação do pai, Ned Stark.

Nos livros Roose Bolton, traidor de Winterfell, cria a figura de uma falsa Arya para casar com seu filho homicida. Nos livros é Theon Greyjoy, vassalo dos Stark e feito prisioneiro pelo filho de Bolton que confirma a identidade da falsa Arya. Como a relação entre Theon e o bastardo de Bolton é explorada na série de TV é bem possível que esta trama seja adaptada.

Arya vagou entre Porto Real e Winterfell nas mãos ora de um membro da Patrulha da Noite (2ª temporada), ora nas mãos de membros da Irmandade dos Homens sem Bandeiras (3ª temporada), e agora está sob a guarda do Cão, originalmente o guarda-costas de Joffrey Baratheon que caiu em desgraça quando se acovardou no ataque da Baia da Água Negra, naquele momento aparentemente uma luta perdida.

Cão a resgatou da Irmandade quando a menina fugiu ao perceber que eles não tinham compromisso real de levá-la para Robb Stark. Após o massacre do Casamento Vermelho decidiu levá-la para sua tia, Lysa Arryn, viúva desde o início da série.
 
Na verdade, é a morte do tio (marido de sua tia e a Mão do Rei de Robert Baratheon) que inicia toda a trama da série, lá no primeiro episódio da primeira temporada: com a morte de Lorde Arryn, supostamente de causas naturais, Lysa envia secretamente uma mensagem para sua irmã Catelyn, avisando do complô para matar Robert e que já teria vitimado seu marido. Ned compra a ideia e aceita ir a Porto Real servir como o novo Mão do Rei.

Atualmente a abalada Lysa Arryn está prometida à Petyr Baelish, o Mindinho, ex-mestre da moeda e que caiu nas graças dos Lannister depois que costurou um acordo com os Tyrell que permitiu derrotar os exércitos de Stannis Baratheon na Batalha da Baia da Água Negra. Margaery Tyrell e seu irmão, sor Loras, se tornaram heróis, assim como Tywin Lannister, ajudando a diminuir o papel de Tyrion na vitória.

O pacto de Tywin com os Tyrell determina ainda que Cersei case-se com Loras, o quê faz com que Cersei sinta-se como uma mercadoria, especialmente por que na série de TV é bem explícita a homossexualidade de Loras. Cersei encara a situação desprezando o irmão amante Jaime, tramando contra o irmão anão Tyrion, agradecendo por serviços à Qyburn e ampliando a quantidade de copos. Nos livros há mais detalhes sobre seu alcoolismo.
Como prêmio pelo exército Tyrell conforme revelado desde a temporada anterior Margaery se casará com Joffrey Baratheon. O casamento se aproxima – faltam duas semanas – e a Rainha dos Espinhos, Oleanna, a avô de Margaery é a responsável por parte da organização – assim como cabe a Tyrion, como mestre da moeda, custear a despesa do evento.

Adicionalmente é sempre bom lembrar que Mindinho tinha verdadeira paixão por Catelyn Stark e que chegou a duelar por ela! Quando teve a oportunidade traiu Ned Stark depois de jurar apoiar o golpe que regente de Winterfell tramava na primeira temporada: com a morte do amigo e rei Robert Baratheon, Ned ao descobrir que os filhos de Cersei não eram filhos do rei, pretendia permitir que a rainha fugisse de Porto Real com as crianças e transmitiria o governo ao herdeiro legal, o irmão mais velho de Robert, Stannis Baratheon.
Como se sabe, a honra de Ned ao comunicar a Cersei suas pretensões, foi sua ruína.

Mindinho ao logo da série (de livros e também a série de TV) permite que seja alimentado um boato em que teria deflorado alguém da casa Tully, permitindo que paire uma dúvida sobre o fato de que teria sido Catelyn ou Lysa. Pelo simples fato de ter duelado – e perdido – pelo direito de casar com Catelyn, todos creem que eles foram amantes.

Na época, filho de um vassalo dos Tully e herdeiro de uma região desimportante Mindinho não tinha status suficiente para casar-se com alguém do prestígio de Catelyn. Atualmente com novo status como senhor de Harrenhall, concedido por Tywin, ele poderá casar-se com a senhora do Vale.

Evidentemente caberia a ele se apresentar como um marido desejável para a senhora Lysa. Será que ela estaria disposta ao casamento e acataria as ordens de Porto Real?

Rumando para as terras da tia (onde poderá encontrar com o Mindinho, se lá chegar) Arya aceita a parceria com o Cão e recupera a espada Agulha, presenteada pelo seu irmão Jon Snow e posteriormente roubada.

Fica evidente as transformações pela qual passou.




















 

Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

O único animal, Luís Fernando Veríssimo

O homem é o único animal...
...que ri
...que chora
...que chora de rir
...que passa por outro e finge que não vê
...que fala mais do que papagaio
...que está sempre no cio
...que passa trote
...que passa calote
...que mata a distância
...que manda matar
...que esfola os outros e vende o pêlo
...que alimenta as crias, mas depois cobra com chantagem sentimental
...que faz o que gosta escondido e o que não gosta em público
...que leva meses aprendendo a andar
...que toma aula de canto
...que desafina
...que paga pra voar
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que pensa que é bípede e tem problema de coluna
...que não tem rabo colorido, mas manda fazer
...que só muda de cor com produtos químicos ou de vergonha
...que tem que comprar antenas
...que bebe, fuma, usa óculos, fica careca, põe o dedo no nariz e gosta de ópera
...que faz boneco inflável de fêmea
...que não suporta o próprio cheiro
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que só lambe os outros
...que tem cotas de emigração
...qu…