Pular para o conteúdo principal

Game of Thrones [3x10] – Mhysa

O corpo de Robb Stark sendo exibido com a cabeça de seu lobo
E então acabou!

Este é o último episódio da terceira temporada da série de TV Game of Thrones, que adapta a primeira metade do livro A tormenta de espadas.

O episódio é corrido e aproveita bem as 1h 04min de duração começando por uma capitulação da temporada.

A história começa nas Gêmeas, estabelecendo a identidade do “garoto” que tortura Theon Greyjoy. Ele é filho bastardo de Roose Bolton, conforme o próprio pai revela para Lorde Frey. Ao mesmo tempo o pai e a irmã de Theon recebem seu pênis em uma caixa. Balon renega assistência ao filho, mas sua irmã decide resgatá-lo e para tanto parte com uma tripulação. Confirma-se que Brynder Tully, o Peixe Negro, sobreviveu ao Casamento Vermelho e fugiu (no episódio anterior há uma sequência em que ele pede para ir ao banheiro).

Arya Stark, abalada com os eventos e com a visão do ritual macabro de exposição do corpo de Robb com a cabeça de seu lobo, encontra soldados vangloriando-se de terem colaborado e os mata friamente com o auxílio do Cão. Sem amarras em Westeros a garota usa a moeda que recebeu na temporada anterior, lembrando-se da oportunidade de sair daquele país.

Uma reunião do Pequeno Conselho leva a notícia da morte de Robb e sua mãe a Porto Real, assim como o pagamento à Bolton pelo feito, agora ele oficialmente é o “Protetor do Norte” e rapidamente se constata que Winterfell continua em ruínas. Joffrey Baratheon excitado com a notícia fala em servir a cabeça de Robb à Sansa!

Evidentemente Tyrion Lannister se indispõe com Joffrey – que conta com o apoio do Grande Meistre Pycelle, razoavelmente apagado por toda a temporada – e a questão só é freada por Tywin Lannister, avô de Joffrey e sua Mão. Em particular, novamente Tywin cobra de Tyrion a obrigação de engravidar Sansa, para quem o pequeno Lannister tem profunda simpatia mas nenhum desejo. Shae toma um papel mais ativo ao rejeitar uma oferta de Varys para ir-se. Claro que isto mais difícil imaginar como se dará o rompimento definitivo entre Tyrion/Shae.

Sam e Gilly encontram-se com Bran Stark e seu grupo. Apesar dos pedidos do patrulheiro, o grupo decide continuar sua jornada para além da muralha. Sam revela entender o que matou o “outro” (um white walker). Não demora muito para o gorducho chegar ao Castelo Negro e explicar-se ao meistre Aemon, pedir asilo para Gilly e enviar uma carta para todos os “reis” de Westeros, avisando-os do perigo além da muralha, dos ataque dos “outros” e da necessidade de união para enfrentá-los.

A trama envolvendo Davos, Melisandre, Stannis e Gendry é determinante para o episódio e futuro. Davos aprende a ler com a filha de seu rei e descobre a carta dos patrulheiros. Sabendo que Melisandre deseja queimar Gendry, especialmente por que Stannis vincula a morte de Robb ao feitiço executado, Davos comete alta traição e liberta o garoto – entregando-lhe um bote e indicando como chegar a Porto Real.

Davos é capturado e condenado a morrer queimado pelo próprio Stannins, mas ao mostrar a carta dos patrulheiros, que é analisada nas chamas por Melisandre e a bruxa confirma, a contragosto, que o senhor da luz quer que Stannis auxilie na questão e que Davos deverá continuar vivo.

O futuro de Gendry fica todo em aberto.

Jon Snow após um breve encontro com Ygritte em que ela o faz de alvo para suas flechas, chega à Castelo Negro desmaiado e quase em vida. Um diálogo anterior, perdido no episódio, confirma que somente Sam havia sobrevivido à expedição além da muralha.

A situação de Jon Snow na série vai se definir a partir do que ele falar e que como seus inimigos na Patrulha interpretarão suas palavras. Digamos que uma história que comece com “Eu matei Qorin Meia-Mão e me infiltrei nos selvagens” não seja exatamente o quê eles querem ouvir. Ou talvez seja...

Jaime Lannister e Brienne de Tarth finalmente chegam em Porto Real, sendo tratados como mendigos. Imediatamente Jaime procura sua amada irmã Cersei.

Daenerys é adorada pelos escravos que libertou, que a consideram a “mãe” (Mhysa, o nome do episódio).

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!