Pular para o conteúdo principal

Game of Thrones [2x05] - The ghost of Harrenhal

Do domingo 29 de abril de 2012 houve a estreia mundial do quinto episódio da segunda temporada da série de TV Game of Thrones, que marca o meio da temporada.

Game of Thrones é uma série de TV produzida pela HBO que adapta a série de sete livros de George R R Martin As crônicas de gelo & fogo. Teoricamente é pretendido que cada temporada adapte um dos livros da séries. Esta segunda temporada adapta o segundo volume A fúria dos reis (veja um review aqui).

Vamos ao episódio.

Renly Baratheon é assassinado pela sombra invocada pela feiticeira vermelha Melisandre a mando de seu irmão mais velho, Stannis Baratheon. Brienne de Tarth, uma donzela guerreira juramentada à Renly, leva a culpa e foge com Catelyn Stark que assistiu a cena. Horas depois, Brienne jura fidelidade à Catelyn, talvez mais pela necessidade de pertencer a algo do quê por uma gratidão real da senhora Stark em a ter orientado a fugir do acampamento de Renly.

Peter Baelish, o Mindinho, convence Loras Tyrell a recolher as tropas e não entrar em conflito com as forças de Stannis Baratheon, mas Loras deseja a vingança. A vingança irá aguardar o momento certo.

Tyrion Lannister testa seus informantes mas fica genuinamente preocupado com a revolta que cresce contra seu sobrinho e contra si, tido como uma aberração pela população. Ele descobre que Cersei, sua irmã e Rainha Regente está autorizando a produção de fogovivo. Ele amplia os recursos mas exige que a produção passa a ser submissa a ele.

Theon Greyjoy, desobedecendo às ordens do pai decide escrever a própria história e parte para invadir Winterfell.

Tywin Lannister usa Harrenhal – um castelo tido como assombrado – como base e suas sequências tem Arya Stark como coadjuvante (ou tecnicamente as sequências de Arya tem Tywin como coadjuvante, já que ela é personagem de ponto de vista nos livros), escutando os planos do general para ataque à Robb Stark, irmão da menina. Outro coadjuvante importante é um prisioneiro salvo por Arya, Jaqen H'Ghar. Ele jurou que cumpriria três mortes para a garota em troca de três vidas salvas – a sua e de outros dois prisioneiros.

Neste episódio Arya pede-lhe que mate Cócegas, um assassino a serviço dos Lannister, ainda não crendo no compromisso de Jaqen e ficando surpresa quando o pedido se realiza.

Jon Snow e a Patrulha da Noite, após deixarem a base de Craster chegam ao Punho dos Primeiros Homens (Fist of First Men em inglês, que a HBO traduziu como o “Primeiro dos Primeiros Homens”) onde se aguarda a chegada de Qhorin Meia-Mão, quando isto acontece, Snow pede autorização para seguir com o patrulheiro.

Daenerys vive um relativo luxo em Qarth, mas não consegue seu objetivo primário: navios ou financiamento para exércitos. Tem a clara visão que está sendo enrolada e objeto de inveja de muitos, por ter os três dragões. Outra questão levantada por seu conselheiro é que ela não deveria invadir Westeros com navios e exército externo e sim com o apoio das famílias existente no seu país de origem. Davos Seaworth usa argumentação semelhante com Stannis Baratheon, quando pede que ao invadir Porto Real não leve a feiticeira vermelha, para que a possível vitória não torne-se uma vitória da feiticeira.

Tendo sonhado que Sor Rodrik iria se afogar em Winterfell (!) Bran Stark o autoriza a levar um grande grupo de soldados à Praça de Torrhen, acreditando ser um ataque Lannister, mesmo a contragosto do Meistre Luwin. Não sabe que irá enfraquecer a guarda e permitir o ataque de Theon ao seu castelo.


Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!