Pular para o conteúdo principal

Não custa lembrar a Legião está de volta!

 A Legião dos Super-Heróis iniciou uma sexta série nos EUA a partir de julho de 2010 (data de capa). Esta série é escrita por Paul Levitz (A saga das trevas eternas – aqui).

A equipe está comovendo a eleição do novo líder, fato que pode ser feito pela Internet – aqui.

A qualidade das histórias de Levitz está à altura dos bons tempos da equipe.

Paralelamente a isto – e não se sabe exatamente por quanto tempo – as aventuras do Superboy e da Legião dos Super-Heróis, ambos adolescentes está sendo narradas em Adventure Comics. As edições 515 a 520 tem esta temática. Ao ler as aventuras lembra o tom da série The Untold Tales of Spider-Man por Kurt Busiek & Pat Olliffe, ou seja, as aventuras de Adventure Comics passam entre as famosas aventuras da Legião adicionando ingredientes que consolidam a personalidade da equipe.

A Panini Comics anunciou que irá publicar a LSH – a edição ainda não chegou por aqui – e irá começar pelas histórias de apoio, curtas em geral com oito páginas, dos números #01-04, de Adventure Comics v3.

Após um interlúdio para narrar o final da trama do Superboy (Conner Kent) e do cross-over Superboy & Superboy Primordial com A noite mais densa, a equipe irá retornar no cross-over “A última defesa de Nova Krypton” (cobrindo as edições #8-11).

A partir do número #12 (ou 515) – veja a história das mudanças de numeração aqui – Paul Levitz assume para narrar histórias no passado. Algo que tem feito com qualidade.

Veremos quanto tempo vai durar.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!