Open top menu
quarta-feira, 21 de janeiro de 2015



Apesar de boas ideias durante a temporada, em especial nos episódios Kill the moon, Mummy on the Orient Express e In the forest of the night, noto um cansaço incrível em Doctor Who, algo bem comum nas encarnações de Matt Smith e Peter Capaldi: ele continua a ser uma metralhadora giratória alheia ao mundo que o cerca.

O season finale da oitava temporada com Dark Water e Death in Heaven parece-me distante daquilo que vi na série: um personagem morre e no fim temos cybermen zumbis. Em explicações que não acrescentam muito, ouvimos partes da verdade: Missyo Mestre regenerado em mulher (será um indício de uma próxima regeneração para o personagem principal?) – cria um poderoso HD que armazena os dados das pessoas que morrem (a alma?). Colhe as informações e cria um vírus que incuba em mortos e os ergue como cybermen.

É a resposta de Doctor Who para o sucesso de The Walking Dead? Usar humanos para ponto de partida para os cybermen e descartá-los em evento deus ex machina?

Para embalar isto Clara traí o Doctor diante da morte de uma pessoa cara a ela. Se as fotos do especial de Natal mostram uma suposta gravidez todos os indícios já estavam no epílogo de Death in Heaven. Se não viu, reveja.

[E a temporada?]
Capaldi trouxe energia ao Doctor, mas tornou-se coadjuvante à Clara Oswald que, sendo a garota impossível e tendo conhecido tantos Doutores, teve dificuldades de aceitar a regeneração ao mesmo tempo em que ele, paternalmente, não aprovava o romance dela com Danny. De resto correram de um lado para o outro durante a temporada e tivemos um esboço de macro-história envolvendo Missy.

O quê sobra?

Como sempre, na série, boas ideias nem sempre bem executadas. A impressão é que não tiveram tempo para pensar em soluções melhores para os problemas apresentados. Algumas são ótimas histórias de ficção, mas não parecem ser boas ideias na TV.

Individualmente os episódios parecem ser melhores que a temporada.
Different Themes
Written by Lovely

Aenean quis feugiat elit. Quisque ultricies sollicitudin ante ut venenatis. Nulla dapibus placerat faucibus. Aenean quis leo non neque ultrices scelerisque. Nullam nec vulputate velit. Etiam fermentum turpis at magna tristique interdum.

0 comentários