Pular para o conteúdo principal

Star Wars, A trilogia de Thraw III: A última ordem

 
Gente como eu penei! 20 anos depois de iniciado eu finalmente terminei! E como sofri.

Primeiro passei 17 destes 20 anos procurando os volumes dois e três do arco (A Editora Aleph republicará a série em 2015). Depois reli OS HERDEIROS DO IMPÉRIO e li O DESPERTAR DA FORÇA NEGRA. Mas A ÚLTIMA ORDEM não me prendeu. Comecei e sofri nas primeiras 125 páginas durante meses, sempre interrompendo com outras leituras. Mas eis que consegui, em um último fôlego encerrar as 467 páginas do livro, tornando o arco um calhamaço de mais de 1.200 páginas.

Devo dizer que não me arrependi.

[A trama até aqui]
Capitão PELLAEON, Grande Almirante Thrawn e Mara Jade
Cinco anos após a BATALHA DE ENDOR surge um novo gênio militar no IMPÉRIO o GRANDE ALMIRANTE THRAWN, um alienígena azul, e grande habilidade de comando. Thrawn poderá fazer a diferença na guerra entres os restos do Império e a Rebelião. Observe que o Império perdeu seu Imperador, mas suas unidades de comando continuam a manutenção. A morte do Imperador foi um revés terrível, mas que poderá ser contornado com a liderança correta. Thrawn é auxiliado pelo CAPITÃO PELLAEON no comando do QUIMERA e descobre três trunfos militares:
a) um clone JEDI, MESTRE JEDI JORUUS C'BAOTH. Um clone enlouquecido mas que controlará a frota do Império como PALPATINE fazia, permitindo grandes conquistas militares;
b) Em WAYLAND, um depósito do Império, dezenas de milhares de cilindros spaarti, que permite a produção de clones em série e em escala industrial;
c) A FROTA KATANA, uma frota de grande poder de fogo, perdida há algum tempo.

Pelo lado da NOVA REPÚBLICA, marca o nascimento dos gêmeos de Leia & Han e a apresentação do contrabandista KARRDE e de sua assistente MARA JADE, anteriormente a MÃO DO IMPERADOR ainda com a última missão em aberto: matar Luke Skywalker!

[A trama aqui]
Sim, a última ordem do título é realmente a última instrução de Palpatine à Mara Jade (“Matar Luke Skywalker!”) e sua relação de conflito, amor e ódio com o Jedi, assim como o conflito deste com as novas responsabilidades: terminar o treinamento de Leia, treinar os gêmeos e agora aquela fascinante senhorita. Reconstruir assim, a Ordem Jedi.

Mas para chegar a este ponto a trama é rocambolesca: Thrawn tem uma posição militar superior, novamente uma máquina de grande poder de destruição e CORUSCANT – sede do poder do Império, agora sob domínio da NOVA REPÚBLICA – sob sítio. Então uma nova missão: conseguir um aparato científico que equilibrará novamente as forças, emulando em muito a situação de O RETORNO DE JEDI.

O RETORNO DE JEDI também parece ser inspiração para WAYLAND com suas raças estranhas simpáticas aos rebeldes – em especial a raça noghri, apresentada nos volumes anteriores e fundamental para o arco – e ao combate orientado por uma força do MAL em um centro do IMPÉRIO. É inegável que o conflito Imperador X Darth Vader X Luke Skywalker orientou em muito o conflito C'baoth X Mara Jade X Luke em A última ordem – assim como o criativo uso de um certo clone, que justifica boa parte da trama do arco STAR WARS: DARK EMPIRE.

Com vários focos: a tensão entre Thrawn e C'baoth; a tentativa deste último em estar no controle do Império e seu desejo em ter como servos Leia, os gêmeos recém-nascidos, Luke e Mara Jade; a organização da Nova República e o conflitos de seus generais, além de muitos e muitos conflitos envolvendo os contrabandistas de Karrde, o livro consegue divertir… se você vencer o quarto inicial.

E ainda apresenta a fina elegância de encerrar tudo e… deixar (quase) tudo em aberto.

GUERRA NAS ESTRELAS Parte III: A ÚLTIMA ORDEM, Timothy Zahn, ISBN 85-7123-445-0, Editora Best Seller/Círculo do Livro, 1993.

Star Wars: A trilogia de Thrawn
ou
A trilogia Herdeiros do Império
1
2
3
A última ordem

Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

O único animal, Luís Fernando Veríssimo

O homem é o único animal...
...que ri
...que chora
...que chora de rir
...que passa por outro e finge que não vê
...que fala mais do que papagaio
...que está sempre no cio
...que passa trote
...que passa calote
...que mata a distância
...que manda matar
...que esfola os outros e vende o pêlo
...que alimenta as crias, mas depois cobra com chantagem sentimental
...que faz o que gosta escondido e o que não gosta em público
...que leva meses aprendendo a andar
...que toma aula de canto
...que desafina
...que paga pra voar
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que pensa que é bípede e tem problema de coluna
...que não tem rabo colorido, mas manda fazer
...que só muda de cor com produtos químicos ou de vergonha
...que tem que comprar antenas
...que bebe, fuma, usa óculos, fica careca, põe o dedo no nariz e gosta de ópera
...que faz boneco inflável de fêmea
...que não suporta o próprio cheiro
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que só lambe os outros
...que tem cotas de emigração
...qu…