Pular para o conteúdo principal

Dylan Dog #01: O despertar dos mortos-vivos

Devo confessar que quando descobri a passagem de Dyaln Dog pela Record a série já havia encerrado, ainda que tenha acompanhado na época do lançamento Love & Rockets, que não era Bonelli, mas fazia parte do pacote da editora naquele momento. Quando finalmente decidi comprar algumas séries Bonelli Zagor e A história do oeste já estavam em seus últimos momentos. Mas graças às bancas comprei muitas edições antigas, completando as séries de Dylan Dog e Martin Mystere e quase completa de Zagor.

Dylan Dog é o enigmático “investigador do pesadelo” e suas aventuras seguem o padrão da bela mulher que busca auxílio que não conseguiu na Scotland Yard e tem que conviver com Dylan e com seu auxiliar Groucho, capaz de piadas infames e politicamente incorretas e sempre disposto a salvar seu patrão.

Na aventura de início “O despertar dos mortos-vivos” Dylan é contratado por Sybil Browning, cujo marido já morto tentou matá-la. A investigação leva a uma ligação entre o marido zumbi e o senhor Abraxas, um das personificações do demônio que está em busca da imortalidade e é inimigo da família de Dylan Dog, nominada por ele como caçadores de pesadelos. Neste episódio inicial não há muito espaço para o Inspetor Bloch da Scotland Yard, ex-superior de Dylan quando estava na polícia, mas ele é um elemento constante na série.

Apesar do bom roteiro de Sclavi e da arte adequada de Stano (capa de Cláudio Villa), a história às vezes escorrega nos clichês como o do vilão que conta seus planos e ou ainda com os “heróis” presos, Abraxas se rende a um último desejo do investigador que permitirá a fuga. Nada disso porém, estraga o delírio da passagem no cinema, quando Dylan leva uma viúva atacada por um zumbi (que era seu marido, lembre-se) para assistir a um filme de George Romero ou o impagável diálogo que se seque, ainda no cinema:

Dylan Dog: O que há agora? Ah, “Um lobisomem americano em Londres”! Vi quatorze vezes!
Sybil: Quatorze vezes?
Dylan Dog: Psiu! Vai começar. Não quero perder o início, senão depois não entendo nada da trama.

Dylan Dog #01, Record, 1991.

Dylan Dog – Editora Record
(-1)
-

#01
(+1)
#02
-
O despertar dos mortos-vivos
Jack, o estripador

Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

O único animal, Luís Fernando Veríssimo

O homem é o único animal...
...que ri
...que chora
...que chora de rir
...que passa por outro e finge que não vê
...que fala mais do que papagaio
...que está sempre no cio
...que passa trote
...que passa calote
...que mata a distância
...que manda matar
...que esfola os outros e vende o pêlo
...que alimenta as crias, mas depois cobra com chantagem sentimental
...que faz o que gosta escondido e o que não gosta em público
...que leva meses aprendendo a andar
...que toma aula de canto
...que desafina
...que paga pra voar
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que pensa que é bípede e tem problema de coluna
...que não tem rabo colorido, mas manda fazer
...que só muda de cor com produtos químicos ou de vergonha
...que tem que comprar antenas
...que bebe, fuma, usa óculos, fica careca, põe o dedo no nariz e gosta de ópera
...que faz boneco inflável de fêmea
...que não suporta o próprio cheiro
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que só lambe os outros
...que tem cotas de emigração
...qu…