Pular para o conteúdo principal

Doctor Who: The Five Doctors (1983)

Em comemoração ao 20º aniversário da série de TV de ficção científica inglesa Doctor Who foi produzido um especial que reuniu os cinco Doutores de até então. O resultado não foi perfeito, já que o quarto Doutor Tom Baker não aceitou participar do especial. Utilizaram uma rápida imagem de arquivo de um arco de histórias que não foi ao ar.

A versão do episódio a que tive acesso graças ao UniversoWho é uma versão lançada 1995 para o mercado de home video, mas credita-se melhores efeitos e duração mais longa.

[A trama]
Ao longo da primeira parte do episódio as cinco encarnações do Doutor (William Hartnell que havia morrido em 1975 foi substituído por Richard Hurndall, Patrick Thoghton, Jon Pertwee, Tom Baker e o atual Peter Davison) são capturadas e levadas para a Zona da Morte. Após alguns enfrentamentos contra vilões também aprisionados percebem que devem alcançar a Torre Negra onde está o túmulo de Rassilon e tomar posse de um anel que supostamente fornece a imortalidade para quem o possui, entregando este tesouro para o responsável pela captura deles – o Lorde Borusa, Presidente do Conselho de Gallifrey, um mistério relevado apenas no terço final do episódio.

O arco (130º a ser exibido) é bem movimentado e há espaço para estabelecer uma relação do Doutor com seu planeta de origem, Gallifrey: ele é um renegado, mas invejado. Ao final do especial é convidado para presidir o Conselho, mas continua a fugir em uma TARDIS que é descrita como temperamental e defeituosa. Seus companheiros são Turlough e Tegan Jovanka, também jovens e também desobedientes, ainda que o primeiro pareça um tanto medroso aqui. Também é uma oportunidade para rever os antigos companheiros como o Brigadeiro, K-9¹, Sarah Jane, Susan, e vilões como os Daleks, os Cybermen, o Mestre (este enviado para resgatar as encarnações do Doutor da Zona da Morte, mas como era de se esperar acaba criando mais desconfiança) e um Robô Guerreiro Raston (algo que só posso descrever como um subproduto das séries japonesas).

As cores do episódio, os glitters e purpurinas usados para as sequências em Gallifrey mostram uma tendência na sci fi televisiva que não mostra uma grande evolução desde os anos 1960. É gritante observar os Lordes do Tempo e vê-los usando roupas tão brilhantes e envolvidos com tramas como vida eterna e desaprovação a um dos seus. Ao mesmo tempo a própria questão de um deles buscar a vida eterna deixa claro que as regenerações devem ter um limite, senão por que a preocupação?

Excelente oportunidade para ver os Doutores em ação e notar que Peter Davison, o 5º Doutor era razoavelmente mais jovem que todos os anteriores, até mesmo Tom Baker, certamente uma maneira de ganhar mais público para a série já vintenária.

---
A ignorância é uma droga! Eu também não entendia por que K-9 era o designativo para cães policiais. Mas ao assistir o OmeleTV #240 (sexta, 13/09/13) descobri que não era o único. Ao pronunciar K-9 eu falo “cá nove” e nunca “cá nine” (canino, cão, em inglês). Ainda bem que não sou o único a não ter notado isto! :)




























Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

O único animal, Luís Fernando Veríssimo

O homem é o único animal...
...que ri
...que chora
...que chora de rir
...que passa por outro e finge que não vê
...que fala mais do que papagaio
...que está sempre no cio
...que passa trote
...que passa calote
...que mata a distância
...que manda matar
...que esfola os outros e vende o pêlo
...que alimenta as crias, mas depois cobra com chantagem sentimental
...que faz o que gosta escondido e o que não gosta em público
...que leva meses aprendendo a andar
...que toma aula de canto
...que desafina
...que paga pra voar
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que pensa que é bípede e tem problema de coluna
...que não tem rabo colorido, mas manda fazer
...que só muda de cor com produtos químicos ou de vergonha
...que tem que comprar antenas
...que bebe, fuma, usa óculos, fica careca, põe o dedo no nariz e gosta de ópera
...que faz boneco inflável de fêmea
...que não suporta o próprio cheiro
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que só lambe os outros
...que tem cotas de emigração
...qu…