Pular para o conteúdo principal

O dossiê ODESSA

A Guerra Fria criou excelentes autores como John LeCarré e Frederick Forsyth, que souberam como ninguém aproveitar aquele contexto dos anos 1950, 1960 e 1970, cheio de revoluções em países africanos repletos de diamantes, espionagem e contraespionagem e perseguição a nazistas fugitivos.

O dossiê ODESSA segue os passos de excelência de outras obras de Forsyth como Cães de Guerra, O dia do Chacal e Sem perdão, cheio de excelente reviravoltas, personagens instigantes e apaixonantes e cenas de sexo para costurar a trama. Lançado originalmente em 1.972, os quarenta anos fizeram bem à obra que continua fluente. É irônico a facilidade em que os personagens trombam nas informações e as conclusões que chegam, mas é uma leitura envolvente que transforma as trezentas páginas do livro em apenas um aperitivo.

Na trama o repórter Peter Miller tem acesso ao diário pessoal de Salomon Tauber, um judeu que decidiu encerrar sua longa e sofrida existência. Ex-prisioneiro de um campo de concentração durante a 2ª Grande Guerra, Tauber deixou um diário que narra os eventos que transcorreram consigo no campo e como aquilo afetou a si e seu povo. Miller entende de imediato que o diário em si não tinha muito valor, afinal já havia extensa literatura sobre escrita pelos sobreviventes do Holocausto. Mas uma intuição o leva a crer que o principal responsável pelo campo em que esteve Tauber está vivo e que isto seria vendável.

Ao mesmo tempo uma trama militar mostra os bastidores da ODESSA, uma organização secreta, que tencionava dar novas identidades a nazistas, reposicioná-los política e financeiramente na sociedade alemã e fazer propaganda ideológica de modo a minimizar a participação de agentes do Fuher no massacre contínuo do povo judeu. A ODESSA desenvolveu uma série de pesquisas militares com o Egito, tencionando muni-los para destruir Israel.

Poderia as ações iniciadas por Miller impedirem este desfecho e expor a ODESSA? Ou o sentimento alemão tão bem retratado na ficção, de esquecer o passado e seguir em frente poderia demover o escritor da ideia?

Uma obra construída minunciosamente para não permitir que você abandone o livro antes da última página.

Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

O único animal, Luís Fernando Veríssimo

O homem é o único animal...
...que ri
...que chora
...que chora de rir
...que passa por outro e finge que não vê
...que fala mais do que papagaio
...que está sempre no cio
...que passa trote
...que passa calote
...que mata a distância
...que manda matar
...que esfola os outros e vende o pêlo
...que alimenta as crias, mas depois cobra com chantagem sentimental
...que faz o que gosta escondido e o que não gosta em público
...que leva meses aprendendo a andar
...que toma aula de canto
...que desafina
...que paga pra voar
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que pensa que é bípede e tem problema de coluna
...que não tem rabo colorido, mas manda fazer
...que só muda de cor com produtos químicos ou de vergonha
...que tem que comprar antenas
...que bebe, fuma, usa óculos, fica careca, põe o dedo no nariz e gosta de ópera
...que faz boneco inflável de fêmea
...que não suporta o próprio cheiro
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que só lambe os outros
...que tem cotas de emigração
...qu…