Open top menu
sábado, 26 de novembro de 2011

Os quadrinhos sofrem muito com a confusão entre mídia e gênero. Revistas em quadrinhos são uma mídia de publicação de material de entrenimento. Quadrinhos de heróis um gênero.

É bom saber que há outros material sendo publicado além do material que trás homens em colantes e mulheres semi-nuas salvando o mundo.

100 balas é um material forte. É para quem já perdeu as esperanças e sabe que o mundo é podre!

O agente Graves, aquele sujeito com cara de Clint Eastwood lhe dá 100 balas e uma arma. Além disso ele prova que as pessoas f@d#r@m com tua vida estão bem, vivendo confortavelmente. Ele explica que as 100 balas e a arma não serão rastreadas e lhe dá a oportunidade de se vingar.

Mas existe algo por trás...

Graves quer você para algo. Nem sempre a pessoa aceita a oferta da maneira como é de se esperar. Em alguns casos a vida da pessoas só se altera para pior!

Neste primeiro volume, que reune as edições # 1-7, o agente Graves oferece a oportunidade para três pessoas, nem todas fazem o mesmo uso. Mas nenhuma fica realmente indiferente ao contato com o mistério agente e às conexões que irão permitir a vingança dele contra uma organização.

100 balas escrita por Brian Azzarello e desenhado por Eduardo Risso já foi publicadaparcialmente no Brasil por duas outras editoras. A primeira foi a Opera Graphica que publicou uma longa série mensal – 36 edições – e diversos encadernados. Em seguida houve a Pixel Media, que durante dois anos teve os direitos da Vertigo e WildStorm no Brasil.

A Panini pegou a série no ponto da Pixel e deu continuidade dali, retornando agora para narrar o início. 

O preço convidativo permite que mesmo quem tenha adquirido anteriormente compre novamente e dê uma uniformidade à coleção. 

De qualquer maneira é uma excelente maneira de acompanhar uma excelente história policial que não fica com nada a dever para as melhores histórias noir da literatura.
Different Themes
Written by Lovely

Aenean quis feugiat elit. Quisque ultricies sollicitudin ante ut venenatis. Nulla dapibus placerat faucibus. Aenean quis leo non neque ultrices scelerisque. Nullam nec vulputate velit. Etiam fermentum turpis at magna tristique interdum.

0 comentários