Pular para o conteúdo principal

The New 52: Black Hawks


Já disse antes que quadrinhos militares não me fascinam (aqui). Nem os para-militares como os X-Men da Marvel Comics. Se há alguma coisa de útil no The New 52 é a tentativa de trazer novamente à tona este tipo de quadrinho, assim como os de detetives, de heróis, de equipes, de canalhas e de dançarinas.

Estão percebendo novamente os quadrinhos como mídia e não como fim e de gênero único. Algo que diga-se de passagem a CrossGen tentou com relativo sucesso que não impediu sua falência.

Ou seja, uns funcionam, outros não.

Seguindo o padrão do que se viu até aqui há uma fuga de uma unidade militar, há a apresentação de vários personagens, há como sempre a figura do sujeito das regras (lembre-se que em Vingadores tinha o Gyrich) e há um acidente que altera um membro dos Falcões Negros. Maior detalhismo só vai ocupar linhas e não irá produzir nada de interessante para você leitor.

A série de Mike Costa, Graham Nolan (que trabalhou muitos anos em Detective Comics) e Ken Lashley (finais sobre os esboços) me lembra GI Joe's ou uma série de guerra qualquer e é tão genérica que para lembrar o nome dos personagens eu teria que navegar novamente entre as páginas (resta porém a imagem do baixinho pouco sociável, e não eu não estou falando de Logan).

Fuja.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!