Pular para o conteúdo principal

Lançamento: Homem de Ferro & Thor #13

O cerco, a saga da Marvel deste ano no Brasil tem a minha simpatia. É um argumento inteligente que mostra que o poder absoluto vai corromper absolutamente, algo que as esquerdas brasileiras tem esquecido...

Nesta edição de Homem de Ferro & Thor temos muito enchimento para a trama principal, quase todos desnecessárias. Em Thor #608 de Kieron Gillen, Billy Tan & Batt (desenhos e finais) e Rich Elson (arte completa de ilustrações diversas) que mostra os deuses de Asgard enfrentando a segunda leva do cerco à Cidade Eterna composto pelos vilões e Volstagg enfrentando um “clone” de Thor. O dono da série, no entanto, está ocupado entre O cerco #2 e #3 e não pôde comparecer.

É chato imaginar que o dono da série não compareça, mas ao menos a Marvel não repetiu cenas que veríamos bem melhor desenhadas na série principal.

Temos a conclusão de “A Guerra dos Homens de Ferro” (Iron Man: Legacy #5) de Fred Van Lente, Steve Kurth e Allen Martinez, em seguida. E para terminar temos Invincible Iron Man #24 de Matt Fraction e Salvador Larroca que também se passa ao mesmo tempo d'O cerco. Neste arco (Stark: A queda), Tony fugiu de Norman Osborn e fez backup de sua capacidade mental e ao longo do arco temos a recuperação do industrial com participação de Dr. Strange, James Rhodes (Máquina de Combate) e Fantasma (dos Thunderbolts). A conclusão do arco se passa momentos antes de O cerco #3.

O melhor fica por conta de saber que o backup da memória de Stark foi feito muito tempo atrás antes da Guerra Civil. A cena com Stark lendo recortes de jornais é interessante, mas é bom lembrar que é a segunda vez que a Marvel pega os atos de Stark e joga num baú. Pouco tempo antes de Heróis Renascem, graças à manipulação de um vilão, Stark “enlouquecem” e foi substituído por uma versão mais jovem. Há inclusive uma história de apoio escrita pelo Kurt Busiek onde Jarvis explica isto.

Apesar de ter o selo “O cerco” somente a história de Thor se passa durante o evento, exatamente ao mesmo tempo da edição #3. A história de Legacy é noutro momento cronológico e a de Invincible Iron Man apenas explica como o herói conseguiu recuperar-se para estar presente em O cerco #3, Vale a pena mais como curiosidade do que pela qualidade.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!