Pular para o conteúdo principal

The Walking Dead [1x03] – Tell it to the frogs

O terceiro episódio da série de TV The Walking Dead, baseada na revista em quadrinhos homônima publicada nos EUA pela editora Image Comics e traduzida em forma de encadernados no Brasil pela HqManiacs Editora, mostra o encontro entre Rick Grimmes e sua família e as consequências de ter deixado o encrenqueiro Merle Dixon para trás.

A consequência direta para o grupo é a situação criada com o irmão de Merle, que obriga a criação de um grupo de resgate, e a indireta é que o sujeito está vivo e em vias de fugir do local onde ficou aprisionado. Ao menos neste episódio eles não se encontram.

Cria-se então, na série, a figura do vilão ou da pessoa que persegue com o intuito de vingança. Nos quadrinhos chegou a existir alguém com as mesma motivações, mas bem à diante da cronologia, pela altura do terceiro ano da série.

A humanidade reduzida à testosterona

A culpa parece conduzir os personagens.

Rick se culpa do destino de Merle e aceita levar o Daryl Dixon para resgatá-lo. A esposa de Rick, Lori, se culpa do relacionamento com Shane, que termina de maneira abrupta com a chegada de Rick, exatamente quando o amigo já estava treinando o discurso de caça entre “pai e filho” com Carl. Shane se culpa de ter mentido para Lori - “Rick está morto.” - para levá-la para a cama.

Em determinado momento um “errante”, a maneira como os sobreviventes denominam os “walking dead”, aproxima-se do acampamento e os machos fazem um círculo para matá-lo. Nota-se claramente uma respiração ofegante de Andrea naquele festival de testosterona. Ali ela estava escolhendo aquele que a protegeria e que iria receber suas graças.

Momentos depois uma discussão sobre papéis – quem deveria lavar roupa e quem deveria fazer o quê – mostra como é frágil a humanidade. Ed, marido violento e opressor de Carol, ameaça as mulheres que realizam a limpeza e não quer que sua esposa seja influenciada por Andrea – na sua descrição preconceituosa alguém ameaçador por ter tido contato com o ensino e com idéias mais arrojadas sobre o papel feminino.

Para azar de Ed, sua discussão tem lugar exatamente quando Lori está dizendo algumas verdades à Shane sobre ter-lhe enganado. Irritado, Shane espanca Ed numa explosão de violência – uma das poucas cenas mal montadas da série até o momento – e avisa-o sobre manter-se correto em relação à esposa e filha.

Indiretamente lembra a série Battlestar Galactica, onde a civilização acabou e os quarenta mil sobreviventes ainda tem tempo para discutir entre si e reduzir ainda mais o número de sobreviventes.

É sempre bom lembrar que o imbróglio com os irmãos Dixon e o retorno à Atlanta para o resgate e reaver as armas é uma criação exclusiva da série de TV, sem equivalente direto nos quadrinhos.




















Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!

EaD: Como estudar sozinho em casa