A infinita saga do infinito, XII: A Manopla do Infinito, II

Por fim na quarta edição de Infinity Gauntlet a batalha!

No ápice Thanos congela o tempo e somente graças à manipulação de Mefisto e desejando impressionar a Morte, ele assume um papel mais humano na batalha. Enquanto isso Surfista e Warlock assistem à distância. A luta é grandiosa, mas nós sabemos o destino dos heróis. Thanos é o ser supremo e não será derrotado. A própria batalha só esta acontecendo por que ele permite!

Um estratagema de Warlock tem a intenção de roubar a manopla... mas falha! Reconhecendo que falhou, Adam invoca as entidades cósmicas.

Na quinta edição uma nova batalha agora em tom cósmico e Thanos é traído pela sua amada Morte – vindo assim ao final da série abandonar o niilismo, e evoluir como personagem e ser fictício.
Warlock e Surfista fogem enquanto Thanos aprisiona os seres cósmicos e une-se à própria Eternidade! Porém, ao assumir o status divino Thanos deixa seu corpo desprotegido e Nebulosa, sua neta, rouba a manopla e reverte o quadro, enviando Thanos para o espaço exterior!

Thanos é resgatado por Warlock que em reservado revela que teve acesso à alma do titã e que ele próprio é responsável por suas derrotas, fornecendo as condições para que elas ocorram. Isto surte um efeito devastador no vilão, que reflete sobre a razão de Adam.

Agora os heróis Hulk, Thor, Dr. Destino, Drax e Senhor do Fogo enfrentam Nebulosa e são derrotados. Em seguida surgem Dr. Estranho, Surfista, Warlock e Thanos para retomarem a manopla.

Na conclusão da saga, Nebulosa restaura o universo ao formato de 24 horas antes. Inexperiente, ela não percebe a presença física e espiritual de Warlock e enquanto ela enfrenta os seres cósmicos, Adam usa seus poderes na Jóia Espiritual para que haja desarmonia entre as jóias, e a manopla foge ao controle da Nebulosa, vindo a parar nas mãos de Warlock!

Thanos sabiamente foge, mas em breve é encontrado por Warlock em um planeta distante (que voltaria a aparecer em Abismo Infinito), que busca-o para aconselhar-se sobre o quê fazer com o poder supremo e suas conseqüências.

Apesar de ter publicado The Infinity Gauntlet, a Abril Jovem já tinha uma cronologia que privilegiava os mutantes e o Aranha.

Assim, decide não publicar Warlock and The Infinity Watch, uma nova série regular onde nas edições # 1 – 2, Warlock vai a julgamento pelos seres cósmicos e decide dividir as jóias entre os membros da Infinity Watch: Gamora, Pip, Drax, Serpente da Lua, o próprio Warlock e um sexto membro secreto.

A Abril jamais publicou aventuras desta série no Brasil e as únicas aparições da Guarda do Infinito são nas séries sub-sequentes.

Um comentário:

  1. Tremenda sacanagem, essa série é épica e tem várias referências das edições que nãoo foram passadas para o Brasil no meio da Trilogia do Infinito, por exemplo: ninguém viu por aqui o Tribunal Vivo dizendo pela primeira vez que as Joias não poderiam ser usadas em Uníssono novamente e ninguém viu nem a entrada e nem a saída do Maxxam na Guarda do Infinito.

    ... pra falar a verdade... alguém aí viu a dispersão da Guarda do Infinito? Será que chegou a passar por aqui? o O

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.