Pular para o conteúdo principal

Classic Illustrated

A Editora HqManiacs iniciou a publicação da série Classic Illustrated. Classic Illustrated é uma série que adapta livros em formato de quadrinhos e sua publicação mais recente foi quando a série foi licenciada para a finada editora norte-americana First Comics, famosa nos anos 1.980 por publicar American Flagg!, Lobo Solitário e Dreadstar.

Parte da série já havia sido publicado no Brasil pela Editora Abril no início dos anos 1.990.
A HqManiacs começa pela primeira edição norte-americana da série capitaneada pelo sucesso de Alice, o filme de Tim Burton que ultrapassou há muito a barreira do bilhão de dólares.

* * *

Neste último fim de semana li Hamlet, a tragédia de William Shakespeare. Não tenho cultura suficiente para julgar o texto. Até porque o texto foi feito para ser assistido e não lido. Mas isso trás duas coisas à mente.

Primeiro é que a versão Classic Illustrated nada mais é do que um resumo feito para avessos à literatura verdadeira e que estão com pressa para fazer algum vestibular, pois a versão não capta verdadeiramente todo o conflito do personagem.

Assim, aconselho a quem comprar as versões de livros refletir bem. Atualmente as adaptações são muitas, já que a Editora On-Line tem sua série e a Abril publicou a versão Disney (feita por italianos) de Alice, além de ter uma série que adapta histórias clássicas para o formato/universo Disney.

Esta segunda série, prometida para ter vinte números já recebeu extensão, ganhando mais dez.

A reflexão se deve ao fato que na adaptação de um livro denso como, por exemplo Moby Dick, que possui mais de 800 páginas no original, para uma história em quadrinhos de 48 páginas, o responsável corta tudo e resume ao máximo. Moby Dick, um tratado profundo sobre a vida no mar, torna-se apenas uma história de perseguição com belos painéis pintados.

A segunda coisa que me vem à mente é que a coleção de clássicos da Editora Abril, apesar de acessível (R$ 14,90) tem um acabamento ruim. A capa dura é coberta com um pano que já está rasgando e não resistirá aos anos. O marcador de seda está desfiando no plástico! Quando li A metamorfose de Kafka, notei que o marcador estava desfiando e com uma tesoura aparei. Leitura rápida, terminei em horas (são apenas 80 páginas) e notei que novamente o marcador estava desfiando.

Com o mercado aquecido com o interesse dos leitores por livros é uma pena que não se tome os devidos cuidados que exigem obras que irão perpetuar-se.

Uma pena.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!