Pular para o conteúdo principal

Vertigo continua sua trajetória com a edição 5

Apesar das mudanças de formato nas séries mensais da Marvel e DC e do cancelamento da revista “adulta” Marvel Max, a Panini continua a apostar as fichas no formato e modelo editorial de Vertigo.

O formato da série é diferenciado, trazendo 5 histórias por R$ 9,90 em contraponto ao formato “padrão” da Panini que é quatro histórias por R$ 7,95.

Nesta edição temos a estréia de Casa dos Mistérios de Matthew Sturges & Bill Willingham e arte de Luca Rossi & vários. O editorial lembra que o núcleo de terror da DC na Era de Bronze foi importante – algo que já apontei em uma matéria para a revista Crash – e que a Vertigo nada mais é do quê um desdobramento organizado da idéia que já existia nos anos 1.970. Sturges tenta se firmar e é apenas uma edição # 01, mas a onipresença de Neil Gaiman no selo Vertigo faz-nos remeter ao arco Fim dos Mundos da série Sandman onde pessoas narram histórias em uma taverna enquanto uma tempestade atinge os mundos conhecidos.

O restante da edição tem Hellblazer # 179 de Mike Carey & Marcelo Frusin, Vikings # 05 de Brian Wood & Davide Gianfelice com mais um capítulo de “O retorno de Sven”; a conclusão do arco “Hoka-Key” em Escalpo #05 de Jason Aaron & R.M. Guéra – sempre uma grata surpresa e o não tão empolgante assim Lugar Nenhum # 05 baseado no romance de Neil Gaiman com roteiro de Mike Carey e arte de Glenn Fabry.

A Panini em sua “revolu$ão” prometeu não mexer na série e o núcleo Vertigo/Wildstorm tem as promessas de 100 Balas volume 3; Preacher volume 7 (este já efetivamente publicado) e o Universo Wildstorm por Alan Moore.

Veremos.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!