Pular para o conteúdo principal

Quem foi o All-Star Squadron?

De modo a enfrentar sabotadores e espiões nazistas infiltrados o Presidente Roosevelt pede a formação de uma equipe que atenda diretamente a ele. Apesar de um núcleo de personagens fixos de 7 a 11 membros, o All-Star Squadron (no Brasil Comando Invencível ou também Esquadrão Invencível) virtualmente é composto por todos os heróis existentes¹.

Os eventos da série “All-Star Squadron” cobrem de dezembro de 1941 a abril de 1942.

O segundo volume de All-Star Squadron teve seu nome alterado para “Young All-Stars” e já se passa no universo DC pós Crise nas Infinitas Terras.Como não teve um grande sucesso, em parte por trocar o foco da atenção da série para os “jovens All-Stars”, o segundo volume foi cancelado após 37 números, não deixado claro o final da equipe. Pesquisas em sites de fãs indicam a data de 07 de dezembro de 1945, quatro anos após o nascimento da equipe.

Vale lembrar que o escritor Roy Thomas já havia trabalhado com alguns dos conceitos existentes em “All-Star Squadron” na série da Marvel Comics “Os Invasores”, que também se passava no período da Segunda Grande Guerra e tinha um forte apelo patriótico.

----
Notas:
¹: (...) As you know, any and all heroes published by DC in the 1935-1945 period are either actual or potencial All-Stars. Also, as apposed to the copy int that entry [ele se referia à informação do Who’s Who # 8 que foi impressa com erro], the All-Star Squadron reported directly to President Franklin Roosevelt; it was the Justice Society (re-christened the Justice Battalion “for the duration”) which reported directly to the War Department. An understandable confusion, all things considered.

Roy Thomas, All-Star Squadron # 54 (fevereiro/1986), página 1 da seção de cartas sobre correção no Who’s Who.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

A Saga do Quarto Mundo: Novos Deuses, volume 1 e 2

Ponto central a Saga do Quarto Mundo em New Gods (Novos Deuses em português) temos as aventuras de Orion sozinho ou auxiliado por Magtron e humanos. A parceria entre um deus e humanos seria evocada novamente em Os Eternos (1.976-78) do mesmo Jack Kirby. Em ambas as séries, após a parceria inicial os humanos seriam abandonados.

Aqui a macro-trama é que na Terra o deus maligno Darkseid tem pistas de uma fórmula chamada equação anti-vida ao qual deseja com objetivos próprios. Orion, filho de Darkseid mas criado pelo benigno Pai Celestial, é o nêmese de seu pai e está destinado a matá-lo.

Além de New Gods a Saga do Quarto Mundo foi publicada nos primeiros volumes das séries Mr Miracle (Senhor Milagre), Forever People (Povo da Eternidade) e Superman Pal's Jimmy Olsen (a única que não foi criação original de Kirby).

Originalmente New Gods foi publicada em série bimestral com onze números (março de 1972- novembro de 1972).

Em 1984 a DC Comics re-editou a série original em The New Gods,…