Pular para o conteúdo principal

Justice League: Crisis on Two Earths

Bruce Timm (produtor) e Dwayne McDuffie (diretor) são pessoas que já tiveram bastante envolvimento com os heróis DC.

Timm produziu Batman Adventures, Superman Adventures, Liga da Justiça e Liga da Justiça Sem Limites. McDuffie, um dos criadores do selo/editora/universo Milestone (um universo essencialmente com heróis negros) esteve envolvido com Liga da Justiça Sem Limites e Static Shocker, uma série que adaptava seu herói para a TV, porém com um visual bem mais brando.

Eles se unem neste novo longo de animação que adapta como sempre muitas histórias dos personagens, mas essencialmente a Crise na Terra-3 e a graphic novel Terra-2.

Em Crise na Terra-3 descobrimos que no Multiverso existe uma dimensão reversa onde a Liga da Justiça tem equivalentes malignos, conhecidos como Sindicato do Crime da América. Derrotados, os vilões eles aparecem esporadicamente em outros encontros e algumas histórias da Sociedade Secreta dos Super-Vilões. O Sindicato original morreu durante os eventos de Crise nas Infinitas Terras. Com a reconstrução do Multiverso após a série 52, há uma nova Terra-3 e um grupo chamado Sociedade do Crime, equivalente aos vilões clássicos.

Em Terra-2 num Universo que é apenas uma dimensão, ou seja, não é Multiverso, descobrimos que no Universo de Anti-Matéria de Qward – bastante ligado à cronologia do Lanterna Verde já que nesta dimensão é que foi forjado o primeiro anel amarelo de Sinestro, um Lanterna Verde renegado – há uma versão da Terra (chamada de modo geral de Anti-Terra) onde há várias inversões como coração do lado direito, adoração a um demônio em vez de Deus, o mal sempre vence em contraponto ao bem sempre vencer e um Sindicato do Crime da América estabelecido que rege o mundo através dos políticos.

Criado por Grant Morrison e Frank Quitely este Sindicato do Crime está sendo utilizado nas histórias atuais da DC e já apareceram em arcos de The Adventures of Superman, Superman/Batman, LJA e recentemente na maxi-série Trindade.

A trama do longa é um misto de tudo isto. Durante a construção do satélite espacial da equipe Liga da Justiça, surge um Lex Luthor de outra dimensão – aqui no longa a dimensão não ganha um nome – que pede a ajuda da Liga para enfrentar seus contrapartes malignos, o Sindicato do Crime.

Conferido imediatamente pelo Superman o Luthor leva a equipe para o seu universo, inicialmente sem a colaboração de Batman, que acredita que a equipe não é capaz de resolver sequer os problemas deste universo ainda mais de outro. Lá uma série de confrontos mostra que é possível derrotar o Sindicato.

Há momentos estranhos como Slade Wilson (o Exterminador da cronologia dos Novos Titãs) como presidente e sua filha Rose Wilson (a Devastadora) se apaixonar por J’Onn J’Onzz, mas o aspecto positivo é uma versão rápida para a origem do marciano.

Já o Coruja (versão maligna de Batman) é niilista e deseja destruir toda a criação, destruindo a primeira de todas as Terras, chamada no filme de Terra Primordial (sem relação com a equivalente nos quadrinhos).

É um filme muito bom, com bastante ação e com cenas fortes o quê pode torná-lo inadequado para determinadas faixas etárias. Verifique a classificação.

Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

Os Vingadores vs O Esquadrão Supremo

(Ou Como as histórias não são realmente como nos lembramos)
Não tenho nenhum entusiasmo pelos encontros entre Os Vingadores e Esquadrão Supremo. Nenhum! Ao contrário acho histórias imbecis, mas talvez seja um ranço contra Roy Thomas. Explico: na infância eu odiava os Vingadores de Thomas e por extensão o próprio, mas gostava muito da arte de Conan (Buscema & Zuñiga) ou qualquer coisa feita por Neal Adams como a Guerra Kree-Skrull ou X-Men.

Já adulto um amigo disse que o sujeito era bom e eu fui reler as histórias: não eram tão ruins quanto a lembrança. Inclusive conheci e comprei os setenta números de All-Star Squadron que eram do próprio.
Por fim, descobri que metade daquilo que eu não gostava em Thomas na verdade não era dele... era do Englehart, um sujeito também superestimado pela indústria, que só acertou uma vez: em Batman!
Vencido o preconceito contra o escritor, veio o problema da maturidade: as histórias dos anos 1960 só funcionam lá, especialmente as de super-grupos co…