Pular para o conteúdo principal

Os 10 mais da década - Parte 2

Vamos voltar à listagem das melhores histórias produzidas na primeira década do século XXI que eu li.

2) The Walking Dead de Robert Kirkman & vários – Robert Kirkman se aproveitou da última grande mitologia do século XX e criou uma das melhores histórias em quadrinhos de todos os tempos.

Claro que estou falando de George Romero e sua série iniciada em The Night of the Living Dead. Uma curiosidade. Romero esqueceu de registrar os direitos do filme e por isso há várias versões dele e seu produtor se separou após o lançamento do filme. Dividiram a série: o produtor continuaria com filmes usando a expressão “Living Dead” (mortos vivos), enquanto Romero criaria filmes apenas com a expressão “Dead” (Dawn of the Dead, Day of the Dead, Land of the Dead, etc.)

A série em quadrinhos é um verdadeiro road comic apocalíptico onde a razão do que está acontecendo é menos importante que a sobrevivência do ser humano. Isso mesmo! Das atuais 68 edições que li poucas páginas são gastas numa justificativa para o quê está acontecendo. O quê a série explora não é uma pseudo-ciência, mas sim como o ser humano médio agiria diante de tal situação.

Bem, o mundo foi infestado por uma praga zumbi e alguns sobreviventes tentam continuar vivos, encontrando abrigo e alimento, tentam contato com outras comunidades de sobreviventes e mais recentemente (após a 50ª edição) ir à Washington, onde supostamente haveria um controle maior do Governo Federal. Ao contrário dos filmes, a praga atinge todos os mortos, não importa qual foi a razão da morte, e não somente os infectados por contato.

Extremamente barra-pesada, a série não mostra soluções fáceis. Há pessoas comendo pessoas, há violência, estupros, cidades onde o dirigente captura forasteiros para um jogo mortal apenas para ter diversão para seus companheiros já que não há televisão. Lembre-se que não há telefone, não há água potável, eletricidade e nem internet. As telecomunicações já caíram e ninguém sabe realmente a quanta anda a situação no governo federal e sequer em outros países!

Último grande acerto da Image Comics, uma editora que perdeu bastante espaço, a série em preto e branco é sucesso em periódicos e em encadernados. É simplesmente o quadrinho que mais vende da editora, o que fez com que Kirkman fosse convidado formalmente para a sociedade.

Antes de se tornar sócio, Kirkman produziu várias séries para a Marvel e inclusive duas séries Marvel Zumbi e um especial, que exploravam claramente o filão que ele reiniciou nos quadrinhos. Atualmente trabalha em três séries da Image: O Invencível, The Astounishing Wolf Man e Os mortos vivos.

Terminou a década no número 68 sem perder o pique e no Brasil é traduzido pela HqManiacs Editora que já publicou quatro encadernados que cobrem os dois primeiros anos da série. Apesar das boas vendas por aqui a HqManiacs tem sofrido algumas críticas em relação a atrasos. Veja um aqui um artigo que fiz para o primeiro encadernado.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!