Pular para o conteúdo principal

Os últimos lançamentos de novembro da DC/Panini

O mês de quarenta dias da Panini foi mais breve desta vez – durou 32 dias!

A editora continua mostrando que é impossível editar, imprimir e distribuir a quantidade de títulos que publica mensalmente.

O Superman/Batman # 53 (novembro/2009) chega às bancas e na minha residência – sou assinante – em 02 de dezembro. Mostra, evidentemente, que foi impresso em novembro, mas a gerência de distribuição não conseguiu planejar adequadamente a impressão e distribuição.

Diga-se de passagem, que a perda é mínima, mas chama a atenção já que a comparação com a metodologia da Editora Abril é inevitável. A Abril enviava o pacote completo para o assinante (ou seja, já tinha planejado a impressão com antecedência) e normalmente isto acontecia antes da primeira edição do pacote chegar em bancas.

Lembre-se que a Abril consegue distribuir 1,1 milhão de exemplares de VEJA entre domingo (nas capitais e grandes cidades), segunda (no interior) e quarta (as pessoas que ainda recebem por correio). Isto toda semana!

Se fosse com a metodologia Panini iria chegar na sexta ou segunda...

Bem vamos aos fatos.

Superman/Batman # 53 traz Superman/Batman # 51 com versões mirins dos heróis títulos e da Liga da Justiça, The Brave and the Bold # 17 com Supergirl & Ravena em uma história que terá duas partes; uma história curta de Solo # 03 de Paul Pope que continuará inundando a revista, já que Final Crisis: Legion of Three Worlds tem mais páginas que o habitual, e, por sinal, nesta edição temos a segunda parte da história com as Legiões de múltiplos mundos por Geoff Johns & George Pérez.

Já em Trindade # 4 temos as edições 13 a 16 da série semanal, dividida em histórias principais por Kurt Busiek, Mark Bagley (Ultimate Spider-Man) e Art Thibert e histórias secundárias por Kurt Busiek & Fabian Nicieza e arte de Tom Derenick & Wayne Faucher, Scott McDaniel e Mike Norton & Jerry Ordway. As histórias principais se concentram na manipulação de Batman, Superman e Mulher Maravilha por um trio de vilões e as secundárias com mais personagens, se concentram unicamente em dar suporte de narrativa às tramas principais.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

A Saga do Quarto Mundo: Novos Deuses, volume 1 e 2

Ponto central a Saga do Quarto Mundo em New Gods (Novos Deuses em português) temos as aventuras de Orion sozinho ou auxiliado por Magtron e humanos. A parceria entre um deus e humanos seria evocada novamente em Os Eternos (1.976-78) do mesmo Jack Kirby. Em ambas as séries, após a parceria inicial os humanos seriam abandonados.

Aqui a macro-trama é que na Terra o deus maligno Darkseid tem pistas de uma fórmula chamada equação anti-vida ao qual deseja com objetivos próprios. Orion, filho de Darkseid mas criado pelo benigno Pai Celestial, é o nêmese de seu pai e está destinado a matá-lo.

Além de New Gods a Saga do Quarto Mundo foi publicada nos primeiros volumes das séries Mr Miracle (Senhor Milagre), Forever People (Povo da Eternidade) e Superman Pal's Jimmy Olsen (a única que não foi criação original de Kirby).

Originalmente New Gods foi publicada em série bimestral com onze números (março de 1972- novembro de 1972).

Em 1984 a DC Comics re-editou a série original em The New Gods,…