Pular para o conteúdo principal

Marvel's Agents of SHIELD [1x02] - 0-8-4

Convocados para retirarem um artefato no Peru, o grupo do agente Coulson se vê auxiliando uma equipe da polícia local a fugir de um ataque de terroristas. Em seguida descobre um plano destes policiais para roubar o artefato.

Com visual de série de TV dos anos 1970/80, Agents of Shield tenta convencer ao expectador que é integrado ao Universo Marvel ao oferecer uma cena com Nick Fury (Samuel L. Jackson). Dentro do episódio a cena parece os extras dos filmes de cinema: por pouco você não vê.

O autor continua a inserir um mistério da ressurreição de Phil Coulson de forma a lembrar ao expectador que aconteceu algo na Batalha de Nova Iorque e que o agente foi ferido. Da mesma maneira tenta estabelecer mistérios para outros coadjuvantes, especialmente Melinda May, e Skye, a hacker do episódio anterior parece ser uma agente infiltrada. Seria uma agente da Maré Alta apenas ou da Hidra? Por sinal a Hidra é formalmente citada no episódio.

Ainda não vi diversão real e apenas uma estrutura formal para contar as histórias e apresentar os personagens e discordo completamente que um núcleo da SHIELD fosse formado com tantos agentes sem experiência de campo.

Torna-se uma fórmula grosseira para atrair e fidelizar o público jovem, mas não deixa de ser uma maneira de aproveitar a grande quantidade de personagens de menor importância da editora. Infelizmente a minha visão é menos de as maravilhas espalhadas pelo mundo, sejam elas seres humanos ou artefatos e mais uma temporada com uma macro-trama envolvendo ao final um confronto direto com uma agência antagonista, papel que nos quadrinhos cabe à Hidra.

Ser apenas um terreno para exibir o freak of the week, humano ou artefato, me evoca as duas primeiras temporadas de Smallville, ou seja, esta missão já foi cumprida na TV.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!

EaD: Como estudar sozinho em casa