Pular para o conteúdo principal

Os Livros da Magia de Neil Gaiman

Todo o fervor “nerd de quadrinhos” surge quando eu faço um rascunho para este post. Primeiro é que é impossível falar de Livros da Magia sem colocar na mesma frase que a obra em quadrinhos de Neil Gaiman (Sandman, Deuses Americanos) surgiu anos antes de Harry Porter. Mas Gaiman diz que o menino que tem contato com a magia é parte da tradição inglesa, então quem eu sou para discutir?

Depois é difícil não ter uma visão crítica que Os Livros da Magia é muito fechadinho no umbigo da DC Comics, passando a limpo seu universo de magia para depois apresentar o selo Vertigo, que ainda não tinha sido lançado. Pescar as referências não geram nenhuma dificuldade e é delicioso.

Por fim, a série teve uma série mensal que não lhe faz juz, mas advirto que só li os dois primeiros anos e nenhuma das sequências.

O quê é Os Livros da Magia?

É uma série da DC Comics, pré selo Vertigo, onde surge o personagem Tim Hunter que se tornará o próximo grande mago do universo DC... se ele desejar! Alguns maldosos diriam: se ele sobreviver ao processo.

Para tanto, o “universo” escolhe quatro encapotados de modo a lhe apresentar a “magia”: Vingador Fantasma (o passado), Dr. Oculto (os reinos vizinhos), Mr Io (o futuro) e John Constantine (o presente). Claro que Constantine rouba a cena e sua sequência, onde ele e Tim estão cercados por dezenas de criaturas é impagável; mas todos os encapotados tem valor e importância para a trama.

Com arte de John Bolton, Scott Hampton, Charles Vess e Paul Johnson a série retorna em um encadernado de capa dura (R$ 25,90) da Panini Comics e apresenta novamente o universo de Tim Hunter aos leitores brasileiros. A série já havia sido publicado no Brasil pela Abril Jovem e pela Opera Graphica e consegue cumprir sua visão de apresentar um universo místico e um personagem para nós.

Resta saber se a Panini irá dar sequência na série mensal. Curiosamente a Panini fez o lançamente com distribuição nacional.

Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

O único animal, Luís Fernando Veríssimo

O homem é o único animal...
...que ri
...que chora
...que chora de rir
...que passa por outro e finge que não vê
...que fala mais do que papagaio
...que está sempre no cio
...que passa trote
...que passa calote
...que mata a distância
...que manda matar
...que esfola os outros e vende o pêlo
...que alimenta as crias, mas depois cobra com chantagem sentimental
...que faz o que gosta escondido e o que não gosta em público
...que leva meses aprendendo a andar
...que toma aula de canto
...que desafina
...que paga pra voar
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que pensa que é bípede e tem problema de coluna
...que não tem rabo colorido, mas manda fazer
...que só muda de cor com produtos químicos ou de vergonha
...que tem que comprar antenas
...que bebe, fuma, usa óculos, fica careca, põe o dedo no nariz e gosta de ópera
...que faz boneco inflável de fêmea
...que não suporta o próprio cheiro
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que só lambe os outros
...que tem cotas de emigração
...qu…