Pular para o conteúdo principal

Os Livros da Magia de Neil Gaiman

Todo o fervor “nerd de quadrinhos” surge quando eu faço um rascunho para este post. Primeiro é que é impossível falar de Livros da Magia sem colocar na mesma frase que a obra em quadrinhos de Neil Gaiman (Sandman, Deuses Americanos) surgiu anos antes de Harry Porter. Mas Gaiman diz que o menino que tem contato com a magia é parte da tradição inglesa, então quem eu sou para discutir?

Depois é difícil não ter uma visão crítica que Os Livros da Magia é muito fechadinho no umbigo da DC Comics, passando a limpo seu universo de magia para depois apresentar o selo Vertigo, que ainda não tinha sido lançado. Pescar as referências não geram nenhuma dificuldade e é delicioso.

Por fim, a série teve uma série mensal que não lhe faz juz, mas advirto que só li os dois primeiros anos e nenhuma das sequências.

O quê é Os Livros da Magia?

É uma série da DC Comics, pré selo Vertigo, onde surge o personagem Tim Hunter que se tornará o próximo grande mago do universo DC... se ele desejar! Alguns maldosos diriam: se ele sobreviver ao processo.

Para tanto, o “universo” escolhe quatro encapotados de modo a lhe apresentar a “magia”: Vingador Fantasma (o passado), Dr. Oculto (os reinos vizinhos), Mr Io (o futuro) e John Constantine (o presente). Claro que Constantine rouba a cena e sua sequência, onde ele e Tim estão cercados por dezenas de criaturas é impagável; mas todos os encapotados tem valor e importância para a trama.

Com arte de John Bolton, Scott Hampton, Charles Vess e Paul Johnson a série retorna em um encadernado de capa dura (R$ 25,90) da Panini Comics e apresenta novamente o universo de Tim Hunter aos leitores brasileiros. A série já havia sido publicado no Brasil pela Abril Jovem e pela Opera Graphica e consegue cumprir sua visão de apresentar um universo místico e um personagem para nós.

Resta saber se a Panini irá dar sequência na série mensal. Curiosamente a Panini fez o lançamente com distribuição nacional.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!