Pular para o conteúdo principal

Os Vingadores para o século XXI, Parte 1


Então um dia a Marvel percebeu que poderia se aproveitar do público que foi assistir X-Men, o filme e iria assistir Homem-Aranha para aumentar suas tiragens.

Porém teria que ser algo sem o peso cronológico de 40 anos de publicações que nunca tiveram um verdadeiro rebute (ou reboot, se preferir).

Assim, teve a ideia de produzir um novo universo com seus personagens clássicos mas no século XXI.

O mote inicial foi a droga para criação do super-soldado, mas engrossou o caldo com o ataque terrorista ao World Trade Center e então se tornou uma máquina da visão americana de domínio cultural e militar, ainda que seja um universo muito bom e divertido, com vários momentos de excelência em seu início.

Surgiu o selo MARVEL ULTIMATE, que tem na série ULTIMATE SPIDER-MAN sua produção mais contínua e juvenil, e em THE ULTIMATES sua produção mais pessoal e adulta.

The Ultimates é a versão século XXI dos Vingadores. A série produzida por Mark Millar (texto) e Bryan Hitch (lápis) é dividida em dois volumes que narram com eficiência a formação de uma gigantesca força de ataque militar criada para uma guerra vindoura que é consequência  de um contato alienígena ainda na Segunda Grande Guerra.

Como resposta à esta força em ação, criou-se um soro que transformava o homem comum em super-soldado e sua fórmula foi perdida após o heroico Capitão América tombar na 2ª Grande Guerra.

Isto não impediu várias tentativas de recriar o soro, o quê levou diretamente à criação do Homem-Aranha, Duende Verde, Gigante e Hulk, mas eis que o herói original, num lance irônico do destino retornou em um bloco de gelo.

Deslocado e tendo apenas as forças militares como atuantes no processo de readaptação, Steve Rogers (o Capitão América) torna-se um reflexo puro e simples do Governo George W. Bush, que direito a defender sua visão política do mundo.

As seis primeiras edições do volume 1 da série narram como o industrial bilionário, inteligente e hiperativo Tony Stark decidiu unir forças com a organização militar SHIELD para criar uma equipe de super-humanos que deverão em breve enfrentar uma grande ameça... mas antes, a pressão, a inveja e a forma de como as coisas se dão faz com que a equipe enfrente um de seus membros, o Hulk.

Apesar de uma trama, em um primeiro momento bem simples – é uma falsa impressão, acredite! - isso não impede surpresas excepcionais como a maneira em que é retratado Thor, um homem que após um surto psicótico acredita ser filho de deus, aqui o deus nórdico Odin, pai de todo o seu panteão.

Thor “renasce” com um visão política que confronta os valores propostos por Rogers, mas aceitar entrar na equipe, apesar de divergir do Coronel Nick Fury – o homem por trás da SHIELD e fomentador da ideia. Nenhuma explicação seria clara o suficiente para elucidar o porque Thor entra nesta versão dos Vingadores, mas há uma subtrama da proximidade dos 33 anos do deus-vivo e uma possível morte. Sabendo de sua morte para breve, não deveria ele fazer com que sua mensagem alcance o maior número de pessoas?

Sim The Ultimantes volume 1 #1-6 é uma trama sobre o encontro de heróis, mostrando uma versão século XXI para o clássico confronto antes da união definitiva contra uma ameaça maior, elevado à enésima potência, com direito a mortes e choque de valores.

É Mark Millar em seu auge. É Hitch produzindo páginas lindas. São os quadrinhos criando narrativas inteligentes e bem construídas, trilhando um caminho que foi iniciado por Warren Ellis & Hitch – e depois pelo próprio Millar – na série da concorrente, The Authority.

E é um início inusitado para uma equipe que tem que salvar o mundo.
  












Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!