Pular para o conteúdo principal

Os Vingadores – Operação: Tempestade Galáctica



(ou Os Vingadores: A Guerra Kree-Shiar

Evento publicado no Brasil em Capitão América # 194-198, Editora Abril (1995), onde basicamente a Suprema Inteligência manipula krees, shiars, skrulls e os Vingadores para atingir seus objetivos de evoluir a raça kree. Para tanto provoca uma guerra entre Shiars e Krees, desejando que a Imperatriz Lilandra destrua sua raça, provocando uma evolução forçada entre os sobreviventes.


Apesar de ser pouco conhecida pelo epíteto de Guerra Kree-Shiar, um dos objetivos de marketing do evento era se aproximar da importância da GuerraKree-Skrull. Bem... assim como a DC Comics é a terra das Crises, a Marvel Comics é a terra das Guerras – Kree-Skrull, de Gangues, Secretas, Secreta, dos Espetros, Civil...

Quasar e Ela, o feminino d'Ele, não ria...
Em 19 partes e com direito a repercussões até hoje nas cronologias da Marvel, Operação: Tempestade Galáctica impressiona por ser um projeto de saga extensa com os Vingadores e seus membros, já parte de um projeto de tornar a equipe tão popular quanto os mutantes. Não por acaso o editor dos mutantes, Bob Harras, era autor da série principal dos Vingadores.

Mas atenção: Impressiona por tamanho não qualidade!

[A trama]
Rick Jones acorda depois de um sonho com o Kree Lar e inicia uma missão com os Vingadores, sendo sucessivamente sequestrado e resgatado pelos heróis, mas os vilões são da raça Shiar, que deseja encontrar os braceletes que ele se utilizava para trocar de átomos com o Capitão Marvel (falecido, veja aqui).

A Terra e o Sistema Solar é fisicamente um meio de passagens entre os Impérios Kree, Skrull (os restos do Império, na verdade) e Shiar e o frequente transporte naquele momento põe em risco o planeta, pois o portal gera instabilidade para o nosso sol.

Os Shiars são ameaçados por Sersi, o quê inicia um raxa na equipe de heróis. Durante toda a missão vários membros desobedecem às ordens expressas do Capitão América, líder da equipe.

Num determinado momento Lilandra toma posse dos braceletes do Capitão Marvel e prepara a construção de uma bomba a nível galáctico, tal Nega Bomba, que o Corsário (pai de Scott Summers, o Ciclope) se recusa a transportar para o Império Kree passando pelo Sistema Solar, por conhecer os riscos.

Por fim, a Nega bomba chega à área do Império Kree, é ativada e o destrói, sendo que a taxa de sobreviventes se aproxima de 10% dos habitantes.

Todos os Vingadores sobrevivem à explosão, já que o grupo que estava com Homem de Ferro é transformado em matéria inerte por Sersi, e Magnum e Visão, que não se encontravam próximos, são salvos graças à um vácuo provocando por estarem no centro da detonação – hum...

Em seguida, Starfox, que tem um parentesco com os Eternos e por isso consegue manipular as energias de Sersi, reativa os Vingadores transformados em matéria inerte.

A Inteligência Suprema revela à Rapina e ao Capitão América que manipulou os fatos para livrar sua raça de um beco sem saída evolucionário, e assim criar krees mais fortes capazes de levar o império à glória novamente.

Capitão Atlas luta contra os Vingadores, acreditando serem eles os culpados, mas ao saber que foi a Suprema Inteligência a responsável, suicida-se junto levando junto a Dra. Minerva.

Os Vingadores dividem-se, Homem de Ferro lidera um grupo formado por Cavaleiro Negro, Sersi, Hércules, Magnum, Visão e Thor que acreditam que devem matar a Suprema Inteligência, em contraponto com um grupo liderado pelo Capitão América, formado por Cristalys, Starfox, Golias (Gavião Arqueiro), Relâmpago Vivo, Capitã Marvel, Feiticeira Escarlate e Quasar.

Apesar de não aprovar os métodos da outra equipe, Capitão não os impede, e eles vão até a Inteligência onde enfrentam alguns antagonistas invocados pelo vilão, como Ultron, Cavaleiro Negro (II), Mandarim, Thor, Cérbero, Ceifador e Kro, basicamente inimigos mortais dos atacantes.

Os antagonistas não conseguem fazer frente aos heróis que desejam vingança e eles a Inteligência mesmo depois de descobrirem tratar-se de um ser vivo!

Lilandra toma possa do Império Kree, passando o governo para sua irmã Rapina e a consciência da Suprema Inteligência é resgatada por uma nave – já que este “assassinato” também fazia parte de seus planos.

Participação de Ela nas aventuras de Quasar. Ela é a versão feminina d'Ele! Não ria! Ele tornou-se Adam Warlock (veja aqui suas aventuras como Ele) e Ela tornou-se Parágona durante um tempo. A ligação com Quasar é o aspecto cósmico da aventura.

Texto de Mark Gruenwald (Captain America, Quasar), Roy e Dann Thomas (West Coast Avengers), Gerard Jones (Wonder-Man), Bob Harras (Avengers), Len Kaminski (Iron Man), Tom DeFalco (The Mighty Thor)

Lápis de Rik Levins (Captain America), David Ross (West Coast Avengers), Greg Capullo (Quasar # 32), Jeff Johnson (Wonder-Man), Steve Epting (Avengers), Paul Ryan (Iron Man), Pat Olliffe (The Mighty Thor), Rurik Tyler (Quasar # 33), Jeff Johnson & Stephen B. Jones (Wonder Man # 9)

Finais de Danny Bulanadi (Captain America), Tim Dzon (West Coast Avengers), Harry Candelario (Quasar), Dan Panosian (Wonder Man), Tom Palmer (Avengers), Bob Wiacek (Iron Man), Al Milgrom (The Mighty Thor), Fred Fredericks (Quasar # 33), Keith Williams (Quasar # 34), Panosian & Bud LaRosa (Wonder Man # 9)







Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

Os Vingadores vs O Esquadrão Supremo

(Ou Como as histórias não são realmente como nos lembramos)
Não tenho nenhum entusiasmo pelos encontros entre Os Vingadores e Esquadrão Supremo. Nenhum! Ao contrário acho histórias imbecis, mas talvez seja um ranço contra Roy Thomas. Explico: na infância eu odiava os Vingadores de Thomas e por extensão o próprio, mas gostava muito da arte de Conan (Buscema & Zuñiga) ou qualquer coisa feita por Neal Adams como a Guerra Kree-Skrull ou X-Men.

Já adulto um amigo disse que o sujeito era bom e eu fui reler as histórias: não eram tão ruins quanto a lembrança. Inclusive conheci e comprei os setenta números de All-Star Squadron que eram do próprio.
Por fim, descobri que metade daquilo que eu não gostava em Thomas na verdade não era dele... era do Englehart, um sujeito também superestimado pela indústria, que só acertou uma vez: em Batman!
Vencido o preconceito contra o escritor, veio o problema da maturidade: as histórias dos anos 1960 só funcionam lá, especialmente as de super-grupos co…