Pular para o conteúdo principal

Os melhores de 2011: Série e Roteirista

A cada fim de ano, quando finalmente olhamos a quantidade de papel colorido que adquirimos durante o período ficamos assustados e decidimos eleger o quê é realmente o melhor.

Com muita coisa boa na praça os meus preferidos de 2.011 – lembrando que são filtrados por aquilo que eu efetivamente li – são:


Série – Escalpo (Scalped) de Jason Aaron & RM Guéra, publicada em Vertigo. A série é um achado e tem se tornado, sem dificuldade alguma, a melhor coisa que a Vertigo tem publicado no momento. Como muita boa era inédita no Brasil, séries já encerradas como 100 balas, Y o último homem e Ex Machina ou séries ainda publicadas, mas com grande defasagem como Fábulas, tornam Escalpo uma boa coadjuvante do selo, mas não se iluda pois a série é uma das melhores tramas policiais com publicação regular.

Roteirista – Jason Aaron por Escalpo. Como muitos autores, em especial Azzarello e Vaughan, Aaron não escreve algo especialmente bom quando brinca na caixa de brinquedos dos outros; mas quando é a sua própria caixa de brinquedos ele produz uma trama envolvente e mostra uma habilidade de narrar uma trama nem sempre linear. Já o que escreve para os mutantes... hum... melhor não comentar.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!