Pular para o conteúdo principal

Scream Awards 2011


É interessante ver um prêmio criado pela indústria para atrair fãs. Existem umas cinco dúzias de prêmios assim e todo ano um canal ou associação cria um novo. É divertido, mas é uma diversão agridoce por que nota-se um conjunto de pessoas vestidas e agindo de forma estereotipada e movendo-se como uma turba, saudando ícones e sendo capazes de repetir aquilo que todos fazem sem refletir.

Talvez seja por isto que ninguém leva a sério os fãs e criam nomes como nerds, trekkers, trekkies, rookies, cdf's ou geeks, que tentam diminuir o preconceito em relação a eles, mas que só servem para ressaltar que o sujeito não age como uma pessoa normal e vive num mundo afastado da realidade.

Se você não se ofende em ser fã e nerd (como eu), não se importa de tirar uma revista da valise durante a aula de Economia (como aluno) ou após a aula de Banco de Dados II (como professor), ou exibir os volumes de As crônicas de gelo & fogo irá se divertir com o show Scream Awards 2011 da Spike TV.

Cheio de momentos bons, nem sempre duradouros o show serve como uma vitrine para as empresas de entretenimento, com alguns prêmios esquisitos como o troféu de “Hero” no início do espetáculo que mostrou um clipe com os filmes recentes de Robert Downey Jr. em especial as cine-séries Sherlock Holmes e Homem de Ferro, com imagens de outras produções como Um parto de viagem.

Sendo o “herói” do ano com direito a trilha sonora de Ruas de Fogo (Streets of fire) Downey aproveitou e fez a world premiere do trailer de Sherlock Holmes 2.

Além disso tivemos world premieres de Ghost Rider 2 (com Nicolas Cage ganhando como o “maverick” do ano), Paranormal Activity 3 e Pirana 3DD.

Eventualmente um convidado lembrava que em fevereiro, após o inverno, o comércio de cinema retorna com toda a força. George Lucas lembrou-nos de que em fevereiro Star Wars será relançada em 3D e parte do elenco de Dark Knights Rises! (Most antecipad movie) agradece aos fãs pela expectativa.

A importância dos quadrinhos é bastante diminuída nesta versão, com direito a apenas uma categoria (Best Comic Book Write: Ed Brubaker), mas os fãs de plantão se divertem com os prêmios para Game of Thrones (Best Supporting Actor Peter Dinklage e Best TV Show) e Sci-fi Actor (Matt Smith pela série de TV Dr Who, ao qual votarei a falar).

Um programa perfeito para nerds que tem 90 minutos disponíveis.
  






























Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!