Pular para o conteúdo principal

The New 52: vendas


O primeiro mês da reformulação da DC Comics terminou e era de se esperar que a editora estivesse à frente nas vendas, afinal todas as séries esgotaram.

Mas o analistas estão céticos. A DC fez um grande esforço de marketing e vendeu pouco a mais do que a Marvel, além de oferecer condições especiais com consignação dos exemplares pedidos.


O Omelete apontou isto em seu site "Circula pela rede o comentário incisivo do escritor Warren Ellis em seu blog pessoal: "Então tudo que o mega relançamento cheio de mídia da DC em setembro conseguiu foi: meio ponto de liderança em arrecadação sobre a Marvel (que tinha só um lançamento grande em setembro); cinco pontos de liderança em exemplares vendidos sobre a Marvel; e todas os exemplares da DC são retornáveis".  Ellis faz referência à estratégia especial da DC de deixar lojistas devolverem o encalhe de seus lançamentos; no mercado direto de HQs nos EUA, diferente do brasileiro, o encalhe fica com a loja - ou seja, todos os números acima são pedidos à DC Comics, não necessariamente vendas. Ellis diz que este resultado representa que não existe concorrência de verdade, e que a Marvel (com a qual o escritor colabora) nem vai precisar se coçar para fazer oposição".

Tanto em venda (exemplares) quanto em arrecadação a diferença não foi suficiente para justificar o incômodo, conforme o Omelete também aponte: "Nos totais do mercado, porém, foi meio assustador descobrir que DC e Marvel ficaram quase empatadas em termos de unidades vendidas - 35,74% contra 35,37%, respectivamente. Em arrecadação, porém, a diferença é maior: 43,04% contra 37,88%".

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!