Pular para o conteúdo principal

Foundation: The Legion vs Darkseid

O arco Foundations e celebra os 45 anos da Legião dos Super-Heróis – lembre-se que a história foi publicada sete anos atrás – e retorna com um personagem que é muito importante para a equipe: Darkseid. O arco se estende da edição #25 a 30 (dez de 2.003 a abril de 2.004)

Darkseid é um personagem criado em 1.971 por Jack Kirby para uma série chamada Quarto Mundo. Originalmente criado às bordas do Universo DC (DCU), Darkseid foi incorporado ao universo tradicional da editora e tornou-se vilão de vários eventos em quadrinhos (Lendas, Guerra dos Deuses, Gênese, Crise Final) ou de TV (Superamigos, Liga da Justiça sem Limites e Smallville).

No início dos anos 1.980 a equipe confrontou o vilão ainda vivo no século XXX na emblemática história A saga das trevas eternas uma das histórias épicas que marcaram uma das retomadas da DC Comics como editora de importância – já que desde o DC Implosion a companhiavinha perdendo o espaço para sua histórica rival.

Escrita por Dan Abnett & Andy Lanning, com lápis de Chris Batista e finais de Robin Riggs, Chip Wallace e Doug Hazlewood, a primeira edição tem várias passagens com arte de convidados como Eric Wight, Tony Harris & Tom Feister, Dave Cockrum & Al Milgrom e Paul Rivoche.

Está sendo celebrado o dia da Fundação e a equipe está homenageando a memória de Live Wire, recebendo novos recrutas – inclusive um de Robotica chamado Babbage -, corrigindo um portal estelar – como Kid Quantum consegue um encontra com Cosmic Boy – e exorcizando os fantasmas das memórias de Element Lad – veja Legion Lost.

A presidente dos Planeta Unidos enquanto fiscaliza a missão da Legião no portal estelar encontra o Superboy no espaço!

Ao visitar o cristal de memória que homenageia Element Lad Cosmic Boy e Saturn Girl encontram o cristal destruído e Garth Ranzz – o Live Wire, tido como morto! - ocupando um corpo semelhante ao de Element Lad!

Uma das histórias curtas mostram os fundadores da Legião (Cosmic Boy, Saturn Girl e Live Wire) indo ao passado e convidando Clark Kent para vir ao XXXI. Ao chegarem transformam-se em parademônios – ou novos deuses do mal – em Apokolips!

Depois de tantas informações o básico: Darkseid, um deus velho e quase um mito, decide criar uma condição específica para trazer uma versão mais jovem de si para o presente. O objetivo é que sua consciência experiente ocupe o corpo jovem e inicie um plano de domínio. Para auxiliá-lo usa servos de vários momentos históricos – servos convertidos e não clones como na saga original, daí o sequestro de Clark Kent.

Não pense na história como uma versão da clássica Saga das trevas eternas, por que não é.

Esta Legião dos Super-Heróis (conhecida como Legião reboot) ainda não tinha encontrado o novo deus do mal, mas a história tem um tom de segundo confronto. Juntando o melhor do passado com o melhor do presente de então o arco tem qualidade além do simples fato de ser uma releitura de uma história de vinte anos antes.

Além do retorno de Darkseid temos interessantes sub-plots. O Superboy que é encontrado no espaço é o clone surgido durante os eventos de A morte do Superman – aqui.

Naquele momento da cronologia o personagem que já esteve vinculado à série de quadrinhos Justiça Jovem estava ligado à série Turma Titã (Teen Titans volume 2). Veja aqui a adaptação para a animação de TV do surgimento da Justiça Jovem.

Kon-El (o nome “kryptoniano” do clone) não é como o personagem clássico. Ele é arrogante, inexperiente e metido. Em diversos momentos entra em choque com a Legião, especialmente com Cosmic Boy. Como seu resgate é público, em vários momentos ele se aproveita da fama histórica do Superman.

É ele e outros três “rejeitados” temporariamente que fazem a diferença no ataque à Darkseid. São eles: Violet, havia sido ferida num confronto anterior com os servos das trevas; Kid Quantum, líder da equipe, começou a ter falhas no seus poderes quânticos em função da manipulação do espaço-tempo que o inexperiente Darkseid estava fazendo para trazer o jovem Darkseid do passado; e Live Wire, ocupando o corpo de Element Lad e com os poderes do colega, muitos não acreditavam muito na história de “reencarnação” no corpo do assassino; o mais provável era que Element, com culpa de seus atos descontrolados tivesse criado uma personalidade.

Outra passagem bem bolada é a solução do sequestro de Clark Kent. Clark consegue vencer a lavagem cerebral de Darkseid e alia-se à equipe do futuro, sem, em nenhum momento ter informações do por quê havia sido seqüestrado e qual sua importância histórica. Nota-se claramente o contraponto entre as personalidades de Kal-El e Kon-El.

Um arco divertido e cheio de ação e grandes batalhas. Vale a pena.
















Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

O único animal, Luís Fernando Veríssimo

O homem é o único animal...
...que ri
...que chora
...que chora de rir
...que passa por outro e finge que não vê
...que fala mais do que papagaio
...que está sempre no cio
...que passa trote
...que passa calote
...que mata a distância
...que manda matar
...que esfola os outros e vende o pêlo
...que alimenta as crias, mas depois cobra com chantagem sentimental
...que faz o que gosta escondido e o que não gosta em público
...que leva meses aprendendo a andar
...que toma aula de canto
...que desafina
...que paga pra voar
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que pensa que é bípede e tem problema de coluna
...que não tem rabo colorido, mas manda fazer
...que só muda de cor com produtos químicos ou de vergonha
...que tem que comprar antenas
...que bebe, fuma, usa óculos, fica careca, põe o dedo no nariz e gosta de ópera
...que faz boneco inflável de fêmea
...que não suporta o próprio cheiro
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que só lambe os outros
...que tem cotas de emigração
...qu…