Pular para o conteúdo principal

Socorro!: A revolução da Panini IV

A revolução trata-se, na verdade, de um enxugamento da quantidade de títulos que a Panini publica. Coincide que, no momento, algumas séries permitem isso.

Um exemplo na Marvel é o Aranha, já que a série The Amazing Spider-Man está saindo três vezes ao mês. Na DC um exemplo é o Superman, cujos arcos saem nas séries Superman – Action Comics e Supergirl.

São dois exemplos de revistas que não vão perder estando com 75 páginas.

Trindade vai permanecer com 100 páginas e será substituída por “A noite mais densa” uma série mensal, que supostamente irá trazer o material da série americana “Blackest Night”, mais os especiais da série, que, acredite, são muitos.

Marvel Max e Novos Titãs vão embora.

O selo Marvel Max estava limitado a uma única série: Punisher. Com a saída de Garth Ennis depois de anos à frente do personagem iniciou reformulações com mudanças de nomes das séries e numeração, mas continuam com o mesmo princípio: uma série mais violenta desligada do universo Marvel e uma mais contida na continuidade padrão.

A revista estava reunindo um material bem inferior há meses, e mesmo a diversão de Zumbis Marvel são se sustentava. Assim é compreensível que a série seja encerrada.

Novos Titãs publicava Turma Titã, Robin e Aves de Rapina. Mais recentemente a atual série Titãs. Nenhum destes materiais tinha produção de artistas de nomes, nem esteve em evidência. Tenho edição recebida no pacote DC/Panini que sequer li.

O selo/universo Ultimate que num momento chegou a ser a grande aposta da editora; inclusive com suspeita de substituir o universo tradicional, transformou-se apenas em uma possibilidade de recontar histórias clássicas para uma nova audiência. Início impactante, final com vendas padrão.

Quem perde é Liga da Justiça. O universo da Sociedade da Justiça está em expansão e com a retração algum material será penalizado. Uma pena. Teremos que ver o quê será publicado na série ainda.

Já Batman tem tantos títulos para publicar que se justifica o almanaque adicional. Infelizmente quase tudo é de gosto duvidoso.

A série poderia ficar com Batman, Detective Comics e Batman & Robin, mas antes tem que ser publicado o arco “A batalha pelo manto”, cheio de edições especiais de personagens secundários.

Não custa lembrar que redução de tamanho já foi tentado no Brasil. Na época a DC ia mal das pernas e a Abril criou o formato “Diet DC”, que só foi revertido quando houve “A morte do Superman”.

Poderia o formato da Panini durar também somente dois anos e depois retornar ao padrão de 100 páginas?

Ou será que a crise é bem pior, já que atinge até a Marvel?

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!