Pular para o conteúdo principal

State of Play, a série de TV

Outros países têm costumes bem diferentes dos nossos. No Reino Unido é possível à rede de notícias BBC, empresa estatal fazer uma série de TV como State of Play (2003) e exibí-la.

Aqui as redes estatais só conseguem fazer programas educativos para ninguém assistir. Não perceberam o potencial do entretenimento de massa para a divulgação de idéias além das de consumo e obediência servil.

State of Play tem como astro o ator John Simm e um dos coadjuvantes é Philip Glenister, ambos razoavelmente conhecidos pela série “Life on Mars” e a série spin-offAshes to Ashes”.

Em State of Play uma pesquisadora da Comissão de Energia é assassinada e a investigação se transforma em um tormento para os envolvidos. Um congressista tinha caso com a pesquisadora e um grande amigo agora trabalha para o jornal “Herald” e investiga a situação.

As coisas levarão a um complô envolvendo empresas de petróleo e independência energética e política.

Com apenas seis episódios de 52 minutos em média a série tem momentos geniais, ainda que os episódios quatro e cinco careçam de ação. Quem tiver seis horas de tempo e quiser assistir a um bom thriller político-jornalista fica a dica.

Assim como “Life on Mars”, série inglesa com duas temporadas de 8 episódios, que se transformou em um série americana da Fox, cuja primeira temporada teve 22 episódios (mais que a soma das duas temporadas originais), State of Play foi adaptado para o cinema norte-americano e lançado comercialmente no ano passado.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!