Pular para o conteúdo principal

Legends of the dark knight: Siege

Este Legends of the Dark Knight tem uma importância especial pois foi o último material escrito por Archie Goodwin, que escreveu o plot da série e o argumento da primeira edição, sendo auxiliado por James Robinson (Starman) que concluiu o argumento. Outro ponto forte da série é o uso da arte de Marshall Rogers, conceituado artista que trabalhou no final da década de 1970 em um arco emblemático do homem morcego.

Batman: Legends of the Dark Knight # 132 (agosto/2000) – Inédito no Brasil
– Coronel Brass, líder de mercenários que estava atuando no Oriente Médio retorna para Gotham City, onde está havendo uma guerra entre gangs rivais.

Alfred Pennyworth passa muito tempo na abandonada Mansão Wayne, desde que seu patrão Bruce Wayne decidiu morar em uma cobertura na cidade.

Brass usa alguns mercenários de confiança para empreenderem ataques em territórios de gangues, deixando sinais que levam a crer que sejam as gangues rivais. Ao mesmo tempo contrata Silver St. Cloud, atualmente residindo em Metropolis, para organizar uma empresa de fachada. Supostamente ele seria o responsável pela exposição de armas em uma convenção de mercenários em Gotham City.

Batman: Legends of the Dark Knight # 133 (setembro/2000) – Inédito no Brasil – Batman e Gordon perdem tempo com a guerra de gangues, enquanto a convenção de mercenários é autorizada. Bruce e Silver encontram-se mostrando que o antigo fogo ainda existe, mas as obrigações noturnas ainda continuam as mesmas.

Coronel Brass tem lembranças de alguém que conheceu e o acolheu na infância: Jack Wayne, pai de Thomas, que iniciou o império imobiliário da família. À medida que cresce Brass, torna-se o olhos de Jack e o protege de alguns interesses particulares existentes na cidade.

Silver descobre que Brass pode ter interesses distintos em relação à convenção e acaba ferida.

Batman: Legends of the Dark Knight # 134 (outubro/2000) – Inédito no Brasil – Parte da edição é usada para mostrar Batman observando a investigação que leva a ferida e desacordada Silver St. Cloud para o hospital.

Na convenção Brass finge estar preocupado com o estado de St. Cloud enquanto se lembra das suas ligações com a Máfia e com Jack Wayne na década de 1930 e do início da construção da Mansão Wayne, quando ao tentar comprar Jack, Brass rompe ligações com seu tutor, jogando por ira uma mala de ouro nas fundações da Mansão.

O ataque que Brass orquestrou quando trouxe os mercenários à Gotham começa.


Batman: Legends of the Dark Knight # 135 (novembro/2000) – Inédito no Brasil – Batman encontra pistas que comprovam o envolvimento do Coronel Brass com a entrada de armas em Gotham City. De posse desta informação, Batman detêm os mercenários que atacam a cidade em vários pontos.

Brass invade a abandona Mansão Wayne com mercenários de sua confiança, enquanto se recorda de uma festa que Jack Wayne deu para Thomas e ele apareceu após alguns anos no exército, querendo para si as benesses de filho pródigo e dizendo que Jack deve a ele seu status atual.

Durante a discussão, um pouco acalorada Jack tem um ataque e morre, não sem antes revelar um segredo à Thomas no ouvido. A pedido de Thomas, Brass abandona a cidade.

Percebendo o esquema e avisado por Alfred, Batman retorna à Mansão Wayne.

Batman: Legends of the Dark Knight # 136 (dezembro/2000) – Inédito no Brasil – A conclusão.

Batman derrota os invasores com a ocasional ajuda de Alfred, e descobre que Brass conhecia sua identidade secreta por causa de uma festa em que seu pai usou uma fantasia que lembrava a vestimenta de Batman. Nesta festa, enquanto organizava um assalto que foi impedido por Thomas Wayne, Brass descobriu que o ouro que ele jogou nas fundações da Mansão Wayne foi resgatado por Thomas a pedido de Jack e usado em obras assistencialistas – foi este o pedido que Jack fez ao filho no momento da morte.

Fica claro que a intenção de Brass, que estava morrendo, não era recuperar o ouro, ao qual ele sabia que não existia, mas sim vingança pura e simples.

Explosivos postos em pontos chaves da caverna são detonados, jogando Brass e um cúmplice em um abismo. A Mansão não é destruída por que Wayne quando construiu a batcaverna reforçou as fundações da Mansão. É interessante analisar que ainda que não contradiga os eventos de Terremoto, onde dos prédios das Empresas Wayne, apenas a Mansão não tinha proteção, no mínimo é estranho que os alicerces suportem uma explosão dentro de suas dependências, mas não suportem um terremoto.

Alfred se despede de Silver St. Cloud que retorna a Metropolis questionando por quê Bruce não veio visitá-la.
Bruce comunica à Alfred que retornará para a Mansão. No universo pré Crise, Batman retorna à Mansão Wayne em Batman # 348 (1982, publicado em Superamigos # 20, Editora Abril, dezembro de 1.986), onde após acreditar que a persona de Bruce Wayne estava tomando muito de seu tempo, Bruce escolhe Lucius Fox para substituí-lo nas Empresas Wayne e volta a ser playboy em tempo integral.

História – Archie Goodwin (# 132-136), James Robinson (# 135-136)
Diálogos – James Robinson (# 133-136) D – Marshall Rogers
F – Bob Wiacek (# 132), Bob Wiacek & John Cebollero (# 133-136)

Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

O único animal, Luís Fernando Veríssimo

O homem é o único animal...
...que ri
...que chora
...que chora de rir
...que passa por outro e finge que não vê
...que fala mais do que papagaio
...que está sempre no cio
...que passa trote
...que passa calote
...que mata a distância
...que manda matar
...que esfola os outros e vende o pêlo
...que alimenta as crias, mas depois cobra com chantagem sentimental
...que faz o que gosta escondido e o que não gosta em público
...que leva meses aprendendo a andar
...que toma aula de canto
...que desafina
...que paga pra voar
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que pensa que é bípede e tem problema de coluna
...que não tem rabo colorido, mas manda fazer
...que só muda de cor com produtos químicos ou de vergonha
...que tem que comprar antenas
...que bebe, fuma, usa óculos, fica careca, põe o dedo no nariz e gosta de ópera
...que faz boneco inflável de fêmea
...que não suporta o próprio cheiro
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que só lambe os outros
...que tem cotas de emigração
...qu…