Pular para o conteúdo principal

Batman – O Livro dos mortos


Batman: The book of dead # 1 publicado por aqui em Batman, O livro dos mortos # 01, minissérie em duas edições, Editora Abril Jovem (fevereiro/2000)

Neste especial da linha ElseWorlds, os pais de Bruce Wayne eram arqueólogos que foram mortos por descobrirem segredos que poderiam desvendar os mistérios da construção das pirâmides do Egito Antigo e da própria história da criação da humanidade.

Ao meu ver um dos melhores especiais desta linha, que consegue trazer muita informação útil sem tornar-se cansativo. Traz a história narrada em dois tempos, cerca de 14 mil anos atrás e hoje.

A 14 mil anos uma civilização vinda de outra parte do universo resolve abandonar a Terra, por estarem próximos cataclismos violentos. O texto sugere que a raça humana tenha sido criada como escrava para estes seres “à sua imagem e semelhança”, porém estes “deuses” apresentam-se aos humanos com armadura que lembram os animais, daí as formas antropozoomórficas dos deuses egípcios. Estes seres viveriam em uma ilha afastada (Atlântida?) e influenciaram no mínimo os egípcios e os maias.

O deus Osíris quer deixar a informação do “caminho do paraíso” (a posição do planeta original) para ser decifrada pelos humanos no tempo certo, mas o deus Set não acredita de os escravos devem chegar à altura de seus mestres.

No presente, Bruce Wayne, um playboy milionário, dono da Waynetech e que já age como Batman, vê um artigo de jornal onde a Dr. Sheilla Ramsey afirma que um deus-morcego egípcio foi apagado da história... tudo não seria apenas mais uma especulação se o formato do símbolo do deus-morcego não fosse idêntico ao símbolo de um cartucho que seus pais receberam no dia em que foram assassinados. Wayne entra em contato com a Dr.ª Sheilla que lhe explica suas teorias convencendo-o a financiar uma nova pesquisa na Esfinge.

A 14 mil anos Thot, o guardião do saber, apresenta a Osíris o centro que poderá indicar aos humanos, no tempo certo, a posição do paraíso – o Complexo de Gizé é uma cópia terrestre desta posição nos céus. Set prepara-se para matar Osíris, a quem odeia também pois amam a mesma mulher, Isís.

O acesso à câmara secreta é fechada e somente Nekrun, o deus-morcego, tem o segredo. Set ataca e mata Osíris.

No presente a Waynetech desenvolve um projeto de robô câmara para provar as teorias da Dr.ª Sheilla e ambos vão para o Egito onde temos uma síntese da história das pirâmides e das teorias errôneas sobre a construção delas.

Um assassino tenta matar Sheilla por acreditar que ela estaria muito próxima da verdade?

Batman: The book of dead # 2 – 199?/Batman, O livro dos mortos # 02, minissérie em duas edições, Editora Abril Jovem (fevereiro/2000) – A 14 mil anos, Set esquarteja Osíris e rouba seu centro que poderá trazer a solução de diversos enigmas. Nekrun decide mudar de lado e deixar de apoiar Set. Junto com Isís recolhe os restos de Osíris, para reconstruí-lo, usando engenharia genética e “backup” de alma.

Nekrun ataca Set e consegue matá-lo, mas fica gravemente ferido. Descobrimos aí, que o bastão é um projetor de sinais, dando origem aos hieróglifos. Nekrun sacrifica-se para depositar o cetro na câmara secreta. O cataclisma inicia-se e há a mudança dos pólos magnéticos da Terra.

Antes de sair da Terra Isís altera os escrita de Thot, para relatar que teria sido Hórus quem vingou a morte de seu pai nas mãos de Set.

No presente, a polícia parece ocultar informações sobre o atentando sofrido por Dr.ª Sheilla, que foi salva por Batman. Sheilla, usando um aparelho de sondagem sísmica prova que há uma câmara abaixo das patas da Esfinge, e continua suas teorias de que os deuses são astronautas. Isto tudo não agrada ao Dr. Aswan, um arqueólogo egípcio que deseja que os mistérios continuem ocultos acatando ordens do governo egípcio, que sabe que as pirâmides não foram construídas pelos egípcios, mas por uma civilização anterior.

Ao enviar seu robô câmara, Sheilla e Bruce tem a equipamento confiscado, mas Batman consegue recuperar a fita e com a gravação descobrimos que a entrada para a câmara secreta está na Pirâmide Vermelha, ao norte do complexo de Gizé.

O governo egípcio quer impedir a divulgação do material descoberto por Sheilla e cerca a Pirâmide Vermelha, mas Bruce tem um plano que envolve um transmissor via satélite. Batman invade a Pirâmide Vermelha, sendo guiado no labirinto por símbolos de morcego estrategicamente colocados para determinar o caminho a ser seguido.

Enquanto Batman percebe a verdade nas pesquisas de Sheilla, o assassino de seus pais volta para manter o segredo oculto, mas é levado por uma correnteza. Bruce vai até Sheilla e tendo gravado tudo em câmara digital transfere os dados via TV para o mundo inteiro, inclusive a ameaça do governo egípcio, mas agora é tarde demais... em breve o mundo irá querer as últimas respostas na câmara secreta... com o centro de Osíris.

Roteiro de Doug Moench, lápis de Barry Kitson e finais de Ray McCarthy.

Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

O único animal, Luís Fernando Veríssimo

O homem é o único animal...
...que ri
...que chora
...que chora de rir
...que passa por outro e finge que não vê
...que fala mais do que papagaio
...que está sempre no cio
...que passa trote
...que passa calote
...que mata a distância
...que manda matar
...que esfola os outros e vende o pêlo
...que alimenta as crias, mas depois cobra com chantagem sentimental
...que faz o que gosta escondido e o que não gosta em público
...que leva meses aprendendo a andar
...que toma aula de canto
...que desafina
...que paga pra voar
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que pensa que é bípede e tem problema de coluna
...que não tem rabo colorido, mas manda fazer
...que só muda de cor com produtos químicos ou de vergonha
...que tem que comprar antenas
...que bebe, fuma, usa óculos, fica careca, põe o dedo no nariz e gosta de ópera
...que faz boneco inflável de fêmea
...que não suporta o próprio cheiro
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que só lambe os outros
...que tem cotas de emigração
...qu…