Pular para o conteúdo principal

Obituário: J’Onn J’Onzz, o caçador de Marte

Certamente a morte de J’Onn foi uma escolha aleatória. Alguém obrigou a Grant Morrison, autor de Crise Final, a matar um personagem de importância da editora para dar impacto à série. Ainda assim o autor faz o Superman na elegia dizer “Rogamos por uma ressurreição!”.

J’Onn J’Onzz, o caçador de marte foi criado por Joseph Samachson & Joe Certa (artista que trabalhou na série por mais de 10 anos) e estreou nos quadrinhos em Detective Comics #225 de novembro de 1.955. Seria portanto o primeiro herói na “Era de Prata” se o título não pertencesse, por importância, ao Flash II, o policial Barry Allen.


Sua história básica é simples: Durante um experimento de teletransporte o Dr. Erdel transfere para a Terra um marciano, que lentamente se adapta à cultura terrestre. Com os anos estabelece várias identidades pelo mundo, sendo a mais conhecida a do detetive John Jones, baseado em Chicago. Existem no mínimo duas séries que podem auxiliar sobre a história do personagem: “Martian Manhunter” de JM DeMatteis & Mark Badger (publicada pela Editora Abril na série Liga da Justiça) e a recente e alternativa “A nova fronteira” de Darwin Cooke, que se tornou filme de animação de grande sucesso (publicada pela Panini Comics).

Telepata, com poderes de mutação física (como os Skrull da Marvel Comics), superforça, vôo, invisibilidade, resistência física e outros que fazem parte do pacote, J’Onn, no Brasil, sempre esteve ligado à equipe que o abraçou, a Liga da Justiça da América, seja na formação inicial – ele é membro fundador – ou mais recentes. Esteve presente em quase todas as versões importantes, exceto na versão do satélite, quando se afastou da equipe para liderar Marte II. Esta trama foi anulada das revisões cronológicas mais recentes.

Conhecido no Brasil com o nome de “Ájax, o marciano”, mas renomeado quando a Panini começou a publicar os títulos da DC Comcis, está de algum modo na Liga da Justiça desde o início dos anos 1.980, seja na “Liga de Detroit”, “Liga de JM DeMatteis & Luke McDonnell”, “Liga cômica de Keith Giffen & DeMatteis”, “Liga de Dan Jurgens” (como Bloodwynd), “Liga da Justiça: Força Tarefa”, “Liga de Grant Morrison”, “Liga de Mark Waid”, “Liga de Joe Kelly & Doug Manke”, excetuando a atual formação, de Brad Meltzer & Ed Benes.

Também teve papel importante na excelente série “Liga da Justiça: Ano Um”, onde inadvertidamente traí a equipe: ao coletar informações sobre os heróis, tem seus arquivos apropriados por vilões alienígenas que usam as informações para derrotar os heróis da Terra. Esta trama de visão alienígena e assim, possibilidade de aliança com aliens, é recorrente em quase todas as fases.

Uma versão do Superman com outros poderes, J’Onn tem sua fraqueza no fogo, ao qual quase sempre ao controlar, libera parte de sua personalidade que não tem controle, conhecida por Fernus, um ser primal marciano. Por sua semelhança com o Superman, o escritor Mark Waid preferiu não incluí-lo realmente em “O reino do amanhã” – Waid disse que uma tramas com três Supermen seria demais. Na série alternativa é apresentado com problemas mentais.

Em 1.998 John Ostrander & Tom Mandrake produziram a série de maior duração do personagem – 36 números, com direito a número 1,000,000 o único publicado no Brasil. Nesta época estabeleceu-se que ele tinha grande ação no Hemisfério Sul e inclusive uma identidade brasileira.

Após 52 e 3ª Guerra Mundial, a DC fez um especial chamado “Bravo Novo Mundo” que redefine o personagem numa série escrita por A.J. Lierberman e desenhada por Al Barrionuevo, já publicada por aqui pela Panini Comics em Liga da Justiça.

Após a série ele ingressou nos Renegados, já orientados por Batman.

Por fim em “Planeta dos Condenados” ele se infiltra entre vilões de modo que a Liga da Justiça tenha a informação de para onde o Governo Americano está enviando seus criminosos. Capturado, termina a série preso no planeta até que em Crise Final #01 o vilão Libra, usa-o para provar que pode realizar os sonhos dos vilões. No número seguinte é enterrado em Marte.

Famoso por ter aparecido nas temporadas de Liga da Justiça & Liga da Justiça sem limites, certamente o personagem irá retornar em algum momento.

Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

O único animal, Luís Fernando Veríssimo

O homem é o único animal...
...que ri
...que chora
...que chora de rir
...que passa por outro e finge que não vê
...que fala mais do que papagaio
...que está sempre no cio
...que passa trote
...que passa calote
...que mata a distância
...que manda matar
...que esfola os outros e vende o pêlo
...que alimenta as crias, mas depois cobra com chantagem sentimental
...que faz o que gosta escondido e o que não gosta em público
...que leva meses aprendendo a andar
...que toma aula de canto
...que desafina
...que paga pra voar
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que pensa que é bípede e tem problema de coluna
...que não tem rabo colorido, mas manda fazer
...que só muda de cor com produtos químicos ou de vergonha
...que tem que comprar antenas
...que bebe, fuma, usa óculos, fica careca, põe o dedo no nariz e gosta de ópera
...que faz boneco inflável de fêmea
...que não suporta o próprio cheiro
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que só lambe os outros
...que tem cotas de emigração
...qu…