Pular para o conteúdo principal

GrimJack em StarSlayer

GrimJack surgiu como história de suporte em StarSlayer da First Comics, uma série produzida por Mike Grell. Sua primeira história foi na edição #10 e esteve na série até a edição #17, quando em seguida ocorreu o inevitável cross-over.

Criado por John Ostrander (texto) e Timothy Truman (arte), GrimJack é John Gaunt, um ex-soldado das Demon Wars que vive em Cynosure, onde tem um bar (MUNDEN'S BAR) no perigoso bairro Pit e tornou-se um mercenário de aluguel a quem esteja disposto a pagar seu preço. Cynosure, por sua vez está localizada em uma encruzilhada de dimensões, onde um bairro ou uma rua pode estar em uma dimensão com regras físicas distintas. Assim magia pode funcionar aqui e ali ou mesmo a ciência.

Mostrado como um homem amargo e maduro, na faixa de 50-60 anos, GrimJack tem um visual estiloso – jaquetas, capas, cachecol, boina e cicatrizes de batalhas – e uma moral ambígua, que o tornam um personagem vivo, palpável. Lembra para os leitores atuais em muitos momentos Wolverine, mas é com lembrar que quando foram produzidos as aventuras, o mutante da Marvel já era popular, mas não ao ponto de tudo imitá-lo.

Mortal Gods” (StarSlayer #10 e 11) mostra a busca de uma sacerdotisa por seu deus. Ela Elvanna, alta sacerdotisa dos kyrians, ele, o deus, conhecido como Manwyyes. Mal sabia ela que na dimensão de Cynosure ele não passava de um simples homem, triste e em fuga de suas responsabilidades. A ação fica por conta do confronto com um adorador de outro deus que deseja matar Manwyyes e sua sacerdotisa.

Buried Past” é uma trama mais elaborada. Um antigo companheiro, Mick Crocker, contrata GrimJack para matá-lo em definitivo, pois se tornou um vampiro, mas antes descobrir a trama em que se envolveu. Crocker, também mercenário, foi contratado para encontrar Miranda pelo pai da moça, mas se deparou com vampiros e traições. Com cinco capítulos, de StarSlayer #12-16 é uma excelente história que estende o interesse pelo personagem, com uma narrativa adequada, revelando os interesses políticos que norteiam as pessoas em Cynosure.

Já “Night of the Killer Bunnies” (edição #17) com finais de Bruce Patterson mostra GrimJack e seu chapa BlacJac auxiliando alguns funny animals contra um killer animals. Nenhuma novidade, mas como é curta é bastante divertida.

Para terminar “Blood and Thunder!”, mostra o nosso mercenário preferido sendo contratado para resgatar StarSlayer. Apesar da arte de Truman e do texto de Ostrander é uma aventura de StarSlayer e faz mais sentido se os leitores conhecerem a tripulação e as motivações da série. Mas como aventura de resgate funciona bem e mostra bem os valores de GrimJack, capaz de abrir mão de seu pagamento para não deixar.









Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!