Pular para o conteúdo principal

Os leões de Bagdá

Em maio de 2.008, ainda com a selo Vertigo sob o controle da Pixel e sem evidenciar que em breve a trajetória receberia novos rumos, a Panini Comics traduziu o álbum Os Leões de Bagdá que meu grande amigo DJ Yuga de BH me presenteou nesta passagem de Natal de 2.010.

A obra fala sobre a fuga de quatro leões do zoô de Bagdá, mas lembra “A revolução dos bichos” e seus discursos sobre liberdade, condicionamento, esperança de dias melhores e desilusão. Na história os leões e outros animais pensam e agem de acordo com as suas características.

Texto de Brian K. Vaughan e arte belíssima de Niko Henrichon, a obra pode facilmente se juntar às obras de Joe Sacco sobre a guerra e política.

A edição tem bela apresentação e é um excelente presente. 'Brigadão Yuga.

Brian K Vaughan é roteiristas e a Panini está publicando duas obras duas: Y, o último homem (no quarto volume) e Ex Machina (no quinto volume). Ele tem diversos trabalhos para as grandes editoras de quadrinhos, como a série Fugitivos para a Marvel Comics.

DJ Yuga em sua identidade secreta trabalha com publicidade em BH. Ele nasceu na Guanabara e passou a infância e adolescência num cantinho do mundo chamado Nanuque. Quem quiser segui-lo no "tuiti" é só rastrear @djyuga.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!