Pular para o conteúdo principal

1001 discos para ouvir antes de morrer

Nos gostamos de listas.

É sempre interessante nos aconselharmos com alguém sobre determinado assunto, ainda que Nick Hornby disse à VEJA (aqui) que a atual relação do ouvinte com a música é bem diferente. Em sua adolescência, por questões econômicas, ele comprava um LP e o ouvia dezenas, centenas de vezes. Agora um adolescente com iPOD pode fazer o download de centenas ou milhares de CDs completos e ouvir músicas importantes apenas uma vez, sem dar nenhum momento de atenção à letra, composição, melodia, etc.

A facilidade de acesso tornou a música descartável. Complemento.

Horby ainda diz outras coisas interessantes sobre conservadorismo dos valores defendidos pelo hip-hop/RAP. Vale a pena ler a matéria.

Mas voltando às listas temos o link para 1001 discos para ouvir antes de morrer que traz link para download dos álbuns que compõem o livro, cuja sinopse é "Em 1001 discos para ouvir antes de morrer, 90 jornalistas e críticos de música internacionalmente reconhecidos apresentam uma rica seleção dos álbuns mais inesquecíveis de todos os tempos. Abrangendo desde as origens do rock ‘n’ roll nos anos 50 aos mais recentes sucessos, este livro vai guiar você por diferentes tendências sonoras e mostrar o poder que a música tem de representar as aspirações e os sentimentos de toda uma geração. Embora grande parte do livro seja dedicada ao rock e ao pop, há também dezenas de boas indicações de jazz, blues, punk, heavy metal, disco, soul, hip-hop, música experimental, world music, dance e muitos outros estilos."

Excelente oportunidade para experimentar uma sonoridade diferente.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!