Pular para o conteúdo principal

Crise Final: O apocalipse, o arco

Renee Montoya é católica e vive em negação por causa de sua homossexualidade. Ao longo da série GCPD ela manteve um relacionamento estável, mas com o assassinato do colega Crispus Allen entrou em um ritmo intolerável de bebedeiras e autodestruição, inclusive pedindo desligamento da Polícia de Gotham City.

Contratada por Questão (Vic Sage), durante a série semanal “52” investigou uma tentativa de destruição em massa orquestrada pela Intergangue e com conotações religiosas. Ao final da série, com a morte de Sage, a quem já tinha se afeiçoado, assumiu o papel de Questão.

Posteriormente esteve envolvida com A bíblia do crime e uma seita que adora Caim, cujo livro de referência fazia citações aos eventos de Crise Final.

Crispus Allen era um policial honesto, pai de família e incorruptível. Depois de assassinado por um colega de Departamento foi fundido à entidade considerada “o espírito da vingança de Deus”, o Espectro. Numa de suas primeiras missões teve que punir o filho mais novo! O garoto por vingança, mata o assassino do pai e agora o pai, uma entidade mística que obedece a poderes superiores o leva para o além. A família enterra o garoto e sofre com a perda do esposo/pai e do filho caçula. Isto perturba o julgamento do Espectro.

A Lança do Destino foi incorporada à mitologia dos quadrinhos por Roy Thomas para explicar por que os heróis da Terra-2 não derrotaram Hitler. A Lança que havia sido usada para perfurar o dorso de Jesus na crucificação é um objeto místico que deixa seu possuidor no controle de super-seres.

Caçadora é uma vigilante de Gotham City. Com origens mafiosas – seus pais, ligados à Máfia foram assassinados -, a heroína é professora durante o dia e vigilante à noite, agindo sem a aprovação do homem morcego, ainda que eventualmente tenha colaborado com ele na LJA e durante a Terra de Ninguém. É, na verdade, uma versão de uma personagem criada para a Terra-2 que era filha de Batman e Mulher-Gato.

Vandal Savage
é um vilão imortal da DC Comics. Criado originalmente na Terra-2, desde a reconstrução do universo editorial da DC esteve presente em várias tramas especialmente às ligadas ao Flash, à Sociedade da Justiça, ao Ressurrection Man, aos Titãs (a série de 1.998), além de muito ligado ao evento DC Um Milhão, sendo um dos vilões principais.

Iniciou-se a Crise Final. Questão enfrenta membros da Seita de Caim, que não a aceitam como líder. Espectro pune vilões do DCU, mas não consegue fazer frente à Libra.

O espírito da vingança é enviado para punir Renee, mas a antiga amiga o reconhece o que gera várias páginas de diálogos.

Surge uma nova entidade mística, a “Misericórdia”, encarnada no corpo de uma freira violentada.

A seita de adoradores de Caim usa a Lança do Destino para perfurar Vandal Savage, em cujo corpo reencarna Caim que decide vingar-se do Espectro.

A equação antivida foi lançada nos meios de comunicação e Espectro, Renee e Misericórdia são ilhados em uma igreja em Gotham City.

Com todo o questionamento que passa o espírito de Allen, permite-se então que o Espectro seja alvejado pela Lança do Destino e escravizado por Caim/Vandal.

Caçadora, heroína de Gotham City, também religiosa une-se aos heróis pouco antes do Espectro, obedecendo a ordens de Caim entoar a equação antivida para atingir aos poucos sobreviventes – a equação por sinal é antivida = solidão + alienação + desespero + autoestima ÷ zombaria ÷ condenação ÷ equívoco x culpa x vergonha x fracasso x julgamento.

Questão, Caçadora e Misericórdia armam um plano então para fazer frente à Caim e ao escravizado Espectro. Montoya percebe que a culpa pelo julgamento do filho domina o espírito de Crispus e ressuscita o garoto com a Lança do Destino, une novamente o Espectro e o colega.

Num ato de megalomania típico dos quadrinhos é aqui que todos os efeitos da equação antivida é eliminada da população da Terra – já que isto não fica muito claro na série principal.

Incapaz de matar Caim em função de um edito de Deus, Espectro o transporta para a Terra, mas deixando a marca visível de modo que quem o ver entenderá quem ele é.

A história é frustante e a arte de Phillip Tan, às vezes quase um rascunho mal acabado não ajuda. Com narrativa difícil de ser entendida, cortes demais o que atrapalha a história não é os fatos anteriores, mas o entendimento que não funciona adequadamente durante o mega-evento.

Em síntese uma seita religiosa encarna um anticristo para dominar a Terra num momento de grande dificuldade, e após ganhar algumas batalhas, a seita é derrotada por um ato exagerado dos heróis.

Talvez com outro artista (um Tom Mandrake quem sabe?), a história fluísse melhor.

Texto de Greg Rucka, arte de Phillip Tan e finais Jonathan Glapion.

Veja mais sobre as Crises aqui.

Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

O único animal, Luís Fernando Veríssimo

O homem é o único animal...
...que ri
...que chora
...que chora de rir
...que passa por outro e finge que não vê
...que fala mais do que papagaio
...que está sempre no cio
...que passa trote
...que passa calote
...que mata a distância
...que manda matar
...que esfola os outros e vende o pêlo
...que alimenta as crias, mas depois cobra com chantagem sentimental
...que faz o que gosta escondido e o que não gosta em público
...que leva meses aprendendo a andar
...que toma aula de canto
...que desafina
...que paga pra voar
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que pensa que é bípede e tem problema de coluna
...que não tem rabo colorido, mas manda fazer
...que só muda de cor com produtos químicos ou de vergonha
...que tem que comprar antenas
...que bebe, fuma, usa óculos, fica careca, põe o dedo no nariz e gosta de ópera
...que faz boneco inflável de fêmea
...que não suporta o próprio cheiro
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que só lambe os outros
...que tem cotas de emigração
...qu…