Pular para o conteúdo principal

Game of Thrones [3x05] – Kissed by fire

O quinto episódio da terceira temporada da série de TV Game of Thrones foi ao ar no domingo, 28 de abril de 2.013 em estreia mundial. O episódio marca a metade da temporada, que terá ao todo dez episódios e deverá ser concluída em 02 de junho.

[A trama]
O episódio inicia com o duelo entre Sandor Clegane, o Cão e Beric Dondarrion. Excelente sequência com muita ação e surpresa! Clegane ganha e mata Dondarrion! Mas graças às orações de Thoros de Myr o sujeito volta à vida! E não é a primeira vez!

Isto é uma das coisas que é mais sugerida nos livros: com o retorno dos dragões a magia volta a Westeros com força total.

Julgado pelo Senhor da Luz, a quem Thoros e Beric servem, o Cão está livre, o quê não quer dizer que Arya Stark aceite a situação. Ele se sente prisioneira e agora perde o amigo Gendry, que fica no acampamento enquanto ela segue para encontrar sua família.

Sem muito a dizer na série, o núcleo de Além da Muralha mostra o envolvimento de Ygritte e Jon Snow e Tormund questionando o ex-corvo sobre as defesas dos Castelos da Patrulha na proteção da Muralha. Como o livro é bem claro que um patrulheiro não tem mulheres. Assim o intercurso do casal é uma das provas de que Jon rompeu com a Patrulha da Noite. Pelo menos para os selvagens.

Jaime Lannister e Brienne de Tarth chegam à Harrenhal, e novamente sua sequência rouba a cena do episódio. O Lannister é posto sob os cuidados do ex-meister Qyburn que passa a cuidar da ferida próxima da infecção. Momentos depois Jaime, num dos momentos mais fortes da série, narra o que aconteceu quando da invasão de Porto Real em que ele matou o Rei Louco Aerys Targaryen! Talvez outros cavaleiros fizessem o mesmo! Jaime o matou por que o Rei exigiu a morte de seu pai, Tywin, e tinha ordenado que o piromante acionasse dezenas de dispositivos cheio de fogo vivo em toda cidade. O objetivo era que a cidade ardesse em chamas e jamais a entregasse a Robert Baratheon!

Caso você não se recorde muitos destes depósitos de fogo vivo foram encontrados na temporada anterior e confirmam a história de Jaime. O fogo vivo foi sabiamente utilizado na Batalha de Blackwater por Tyrion.

Tyrion Lannister sutilmente, mas não tanto, pede socorro financeiro à Lady Olenna para o casamento real que se aproxima. Ao comunicar o fato ao pai, Tywin – a Mão do Rei – e à irmã, Cerseia Rainha Regente – apenas descobre que o pai está no controle de tudo e ordena que lhe se case com Sansa Stark, para impedir qualquer interesse dos Tyrell em Winterfell e no norte.

Cersei rí, mas também é comunicada que deverá se casar com Loras Tyrell, para manter a política de boa vizinhança com a família. A homossexualidade de Loras, apenas sugerida nos livros, volta a render no episódio. Encantado por um cavalariço, o membro da Guarda Real revela segredos sobre as possibilidades de casamento entre ele e Sansa. Ao saber do fato, Petyr Baelish que havia enviado o cavalariço para cair nos favores de Loras, fica irritado com Sansa, a quem havia prometido uma oportunidade de fuga. Decide viajar sem levar a herdeira Stark. Fica então tristemente evidente que toda a toda de preparação para a fuga de Sansa com Baelish era uma longa trama que não levaria a lugar algum: se a menina desaparecesse quando o ex-mestre da moeda estivesse ausente em direção ao Ninho das Águias, lá era o primeiro lugar que a procurariam.

No acampamento de Robb Stark, o Karstark mata os meninos Lannister, que eram prisioneiros de guerra – Martyn e Willeme Robb, num arroubo de justiça a qualquer preço bem próprio das ações da família, o decapita! Os homens de Karstark abandonam a bandeira de Robb e retornam para suas terras.

Sem homens, o “rei do norte” decide armar um plano para impor uma derrota aos Lanninster, mas para tanto terá que fazer as pazes com os Frey, com quem quebrou um pacto de casamento ao casar-se com Talisa.

Uma longa sequência introduz a esposa e filha de Stannis Baratheon, Selyse e Shireen, respectivamente. Originalmente elas foram introduzidas ao mesmo tempo que o legítimo herdeiro de Robert, mas foram cortadas na segunda temporada da série. A menina tem grande simpatia por Davos Seaworth, que continua aprisionado e chega a iniciá-lo nas letras, para para seu pai, o ex-contrabandista é apenas um traidor.

O detalhe da sequência é o bizarro de Selyse manter os filhos perdidos (natimortos ou gravidez interrompida) em jarros e a menina ser alvo de uma doença comum nos reinos livres, mas que no futuro fará outras vítimas importantes na série.

A sequência de Daenerys serve para mostrá-la em marcha contra outra das cidades da Baia dos Escravos e seu desejo de ganhar a confiança dos Imaculados.

[A crítica]
Um bom episódio com excelentes momentos, como a excepcional interpretação nas passagens de Jaime Lannister/Brienne de Tarth e a ótima passagem na sequência de Tywin/Cersei/Tyrion. Como nem tudo são flores, as passagens no núcleo de Jon Snow/Mance Ryder não convencem devidamente e mesmo uma sequência que é uma repetição ipsis literis de algo que está no livro – a primeira vez de Jon e Ygritte – não convence.

É estranho que está o meio da temporada ainda não tenham dado um tratamento classe A para este núcleo, afinal ele roubará a atenção da série em um determinado momento do futuro.
















































Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

O único animal, Luís Fernando Veríssimo

O homem é o único animal...
...que ri
...que chora
...que chora de rir
...que passa por outro e finge que não vê
...que fala mais do que papagaio
...que está sempre no cio
...que passa trote
...que passa calote
...que mata a distância
...que manda matar
...que esfola os outros e vende o pêlo
...que alimenta as crias, mas depois cobra com chantagem sentimental
...que faz o que gosta escondido e o que não gosta em público
...que leva meses aprendendo a andar
...que toma aula de canto
...que desafina
...que paga pra voar
...que pensa que é anfíbio e morre afogado
...que pensa que é bípede e tem problema de coluna
...que não tem rabo colorido, mas manda fazer
...que só muda de cor com produtos químicos ou de vergonha
...que tem que comprar antenas
...que bebe, fuma, usa óculos, fica careca, põe o dedo no nariz e gosta de ópera
...que faz boneco inflável de fêmea
...que não suporta o próprio cheiro
...que se veste
...que veste os outros
...que despe os outros
...que só lambe os outros
...que tem cotas de emigração
...qu…