Pular para o conteúdo principal

Precisamos de uma nova origem para o homem de aço?, II

No final dos anos 1.990 a série “As quatro estações” de Jeph Loeb & Tim Sale, prova que a origem de Byrne era funcional e poderia ser utilizada para render boas histórias.

O resultado foi tão bom que a DC contratou Loeb para chefiar as séries do herói, o quê fez durante quatro anos. Os dois primeiros anos (o contrato original) são muito criativos.

Durante sua primeira passagem, Loeb introduziu conceitos como a Metropolis com tecnologia evoluída mil anos, o arco “Nossos Mundos em Guerra” - onde ressaltava que nem numa condição extrema o homem de aço mataria – e também uma outra versão de Krypton, próxima conceitualmente do material pré reformulação.

Superman retorna a Krypton e descobre um mundo que não era a Krypton distópica que ele havia aprendido.

No final tudo se resume a apenas uma realidade alternativa, com uma desculpa complicada envolvendo o Erradicador e outros detalhes.

Mas era isso: uma dimensão alternativa.

* * *

Passados quinze anos da reformulação em 2.001 e apesar das várias recontagens de origem entre 1.997-98 em função do aniversário do personagem a DC Comics autorizou a Mark Waid e Leinil Francis Yu a produzirem Superman: O legado das estrelas uma série claramente influenciada pela série de TV Smallville e também pela série de Byrne.

Nesta série volta-se a afirmar que Clark Kent e Lex Luthor foram adolescentes em Smallville e Krypton ainda é um mundo de muita tecnologia, mas não tão terrível quanto na versão de Byrne.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!