Pular para o conteúdo principal

Estranhas reuniões e encontros casuais

Depois do especial Novo Krypton (e de uma série de especiais paralelos como o do Jimmy Olsen) a série seguiu para as revistas mensais de Superman, Action Comics e Supergirl que continuarão a abordar o problema de se ter na Terra cem mil pessoas com os poderes do Superman e sem nenhum respeito por nossa cultura.

Em Superman #681 (dez/08), publicado em Superman #84 da Panini Comics teve o texto de James Robinson e a arte dos brasileiros Renato Guedes (lápis) e José Wilson Magalhães (finais) para narrar a surpresa do mundo em relação à chegada dos alienígenas, o questionamento de alguns heróis ao homem de aço sobre a conduta destes seres – ele assume o compromisso de orientá-los – e o retorno de um herói “bandeira”, o Agente Liberdade.

Agente Liberdade existe na cronologia do Superman deste o início dos anos 1.990 e teve importância variável. Esteve ausente de publicações da DC no período de 1.996-2.008, sendo retomado agora. É um herói-militar, levemente inspirado no Capitão América. Certamente Robinson irá reconstruir o personagem aos poucos.

O ponto alto da edição é o encontro de uma comitiva kryptoniana liderada por Superman, Supergirl, Alura-El (mãe de Supergirl), Zor-El (pai de Supergirl e irmão de Zor-El, portanto tio do Superman) e Thara Ak-Var (chefe de segurança) com o, então, presidente dos EUA, George W. Bush, na cidade de Metropolis.

Poucos minutos após iniciado o encontro, cai dos céus ruidosamente irado e violento, o monstro Apocalypse!

Veja aqui a listagem de história de Novo Krypton.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!