Pular para o conteúdo principal

Final da investida skrull

Criados em uma época que os quadrinhos Marvel ainda tinham muito da herança dos anos 1.950, como temas de invasões alienígenas, os skrull surgiram na série do Quarteto Fantástico e se tornaram uma importante espécie beligerante da editora. Um dos pontos altos é o arco a “Guerra Skrull-Kree” dos Vingadores.

Desde que Brian Michel Bendis começou a trabalhar na série Vingadores, no arco “Vingadores, a queda” ele tem construído um cenário de intrigas que agora cai em parte por terra.

Os skrull, uma raça alienígena transmorfa, ou seja, capaz de mudar de forma, esteve durante anos inserindo e mantendo espiões entre os heróis e organizações daquele universo. Alguns são recentes como a skrull-Mulher Invisível, outros são antigos como a skrull-Harpia (personagem dos Vingadores da Costa Oeste, morta no início dos anos 1.990), mas a maioria são indeterminados como Dum-Dum Dugan e Condessa Valetina da SHIELD, Jarvis dos Vingadores e Mulher-Aranha; somente com o desenvolvimento das próximas tramas é que será possível afirmar quando eles foram trocados.

Então com tudo isso, Invasão Secreta é apenas um arco menor para uma grande trama. E decepciona por isso.

A história não se sustenta se tiver qualquer análise. Alguns personagens já haviam sido trocados antes (veja Nick Fury versus SHIELD) e as conclusões finais não são inovadoras. Em outros momentos Stark já havia sido punido por perder controle pessoal ou de sua tecnologia e já havia havido ascensão de um personagem maligno.

E aí que eu entrego os pontos: Invasão Secreta serviu apenas para criar uma situação na mídia onde fosse possível ao presidente entregar o controle dos Vingadores, da Iniciativa e da organização que substituirá a SHIELD para Norman Osborn!

Para quem não sabe Osborn é o Duende Verde. No finais dos anos 1990 ele retornou da Europa, comprou o Clarim e começou a infernizar a vida de Parker. O vilão processou Ben Urich, que havia feito um livro sobre Osborn/Duende/Aranha.

No início da série “The Pulse”, a ótima continuação da excelente série “Alias” em 2004/05 o primeiríssimo arco se provou publicamente que Osborn foi o Duende Verde e é responsável por uma série de assassinatos. O industrial foi para a cadeia, o processo contra Urich foi encerrado e certamente o livro deve ter sido reimpresso e vendido horrores.

Osborn assumiu os Thunderbolts e como Stark tornou-se persona non grata, ele é, atualmente, o bã-bã-bã do Universo Marvel.

Está, assim, estabelecido as condições para o penúltimo arco de todo o período Bendis, o chamado “O reinado sombrio” – o último será “O cerco”/“Siege” . Osborn está em uma posição de mandos e faz uma união entre os principais vilões da editora exatamente como “Atos de Vingança” (1989) fez.

Bobagens à parte, Invasão Secreta é mal desenhada e Leinil Francis Yu, o responsável pelo lápis, não consegue convencer como super-star. Talvez em um arco de um personagem solo, onde não haja muitos para desenhar ele não se comprometa, mas aqui ele se compromete e muito.

No fim é apenas mais uma história tosca, mal desenhada, com início e final mal delineados, que só será lembrada como rodapé, pois, as oito edições que gastaram para contar a história poderia muito bem ser contada em três!

Postagens mais visitadas deste blog

EaD: Como estudar sozinho em casa

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas por que há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas por que ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.

Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.

Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.

A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.

Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.

Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.

Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.

Após enterrar uma bomba de hidrogên…

Os Vingadores vs O Esquadrão Supremo

(Ou Como as histórias não são realmente como nos lembramos)
Não tenho nenhum entusiasmo pelos encontros entre Os Vingadores e Esquadrão Supremo. Nenhum! Ao contrário acho histórias imbecis, mas talvez seja um ranço contra Roy Thomas. Explico: na infância eu odiava os Vingadores de Thomas e por extensão o próprio, mas gostava muito da arte de Conan (Buscema & Zuñiga) ou qualquer coisa feita por Neal Adams como a Guerra Kree-Skrull ou X-Men.

Já adulto um amigo disse que o sujeito era bom e eu fui reler as histórias: não eram tão ruins quanto a lembrança. Inclusive conheci e comprei os setenta números de All-Star Squadron que eram do próprio.
Por fim, descobri que metade daquilo que eu não gostava em Thomas na verdade não era dele... era do Englehart, um sujeito também superestimado pela indústria, que só acertou uma vez: em Batman!
Vencido o preconceito contra o escritor, veio o problema da maturidade: as histórias dos anos 1960 só funcionam lá, especialmente as de super-grupos co…