Pular para o conteúdo principal

E mais zumbis em Marvel Max #75

Apesar do sucesso, Marvel Max não convence há meses, exceção feita à Punisher Max, o título do Justiceiro da linha Marvel Max.

Nesta edição temos o início da tentativa dos Zumbis Marvel invadirem a Terra-616, que é o Universo Marvel padrão. Homem Máquina e Jocasta vão para o Universo dos Zumbis para coletarem uma amostra para pesquisa, enquanto Morbius e Deadpool iniciam a invasão. Mal desenhado a única graça da história é mostrar alguns personagens secundários da Marvel e da Iniciativa dos 50 estados. Não é por nada mas a capa imita o cartaz de Evil Dead 3.

O Matador de Idiotas termina com a pancadaria habitual, digna de um Justiceiro pouco inspirado. Nada de novidade e apenas mais do mesmo: vigilante impiedoso e assassino persegue e mata chefão de uma casa de apostas que estava perseguindo um cobrador ladrão. Depois de cinco partes a única coisa realmente legal é a arte de Lan Medina.

A terceira parte de Terror Ltda. mostra uma série pode piorar. Se a primeira edição usava um clichê batidíssimo do matador contratado que é enganado, mas parecia interessante por mostrar as origens do personagem, a terceira enche o saco com a facilidade de Terror em encontrar e a previsibilidade em se descobrir que é alguém de seu passado.

Justiceiro continua firme e apesar da queda de ritmo a história ainda convence, especialmente por que o anti-herói não poupa esforços para conseguir as informações que deseja. Mas... infelizmente parece aqueles filmes de terror, terrir ou gore onde o vilão está morto mas o filme ainda não terminou, ou seja, há tempo para mais um susto. Barracuda depois de torturado e amarrado consegue fugir novamente e inicia o último e definitivo round que irá concluir na próxima edição.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

A Saga do Quarto Mundo: Novos Deuses, volume 1 e 2

Ponto central a Saga do Quarto Mundo em New Gods (Novos Deuses em português) temos as aventuras de Orion sozinho ou auxiliado por Magtron e humanos. A parceria entre um deus e humanos seria evocada novamente em Os Eternos (1.976-78) do mesmo Jack Kirby. Em ambas as séries, após a parceria inicial os humanos seriam abandonados.

Aqui a macro-trama é que na Terra o deus maligno Darkseid tem pistas de uma fórmula chamada equação anti-vida ao qual deseja com objetivos próprios. Orion, filho de Darkseid mas criado pelo benigno Pai Celestial, é o nêmese de seu pai e está destinado a matá-lo.

Além de New Gods a Saga do Quarto Mundo foi publicada nos primeiros volumes das séries Mr Miracle (Senhor Milagre), Forever People (Povo da Eternidade) e Superman Pal's Jimmy Olsen (a única que não foi criação original de Kirby).

Originalmente New Gods foi publicada em série bimestral com onze números (março de 1972- novembro de 1972).

Em 1984 a DC Comics re-editou a série original em The New Gods,…