Pular para o conteúdo principal

Spoiler: A saga de Proteus

É impossível ter lido quadrinhos de heróis nos anos 1.980 sem ter lido X-Men. Não encontro uma só pessoa que diga que que estando vivo e lendo quadrinhos, não leu; e tendo lido, não tenha gostado.
Apesar de não ter sido o primeiro arco importante “A saga de Proteus” mostra ao que a série veio. Aqui, Moira velha amiga de Charles tem um filho com poderes de alteração de realidade e os poderes consomem o corpo do garoto, fazendo-o usar outras pessoas como carcaças até encontrar alguém com grande poder, no caso os mutantes.
O momento é importante por que finalmente os X-Men descobrem que Fênix & Fera estão vivos e Jean Grey começa a demonstrar poderes além de qualquer escala conhecida até então.
Com excelente arte e boa dose de ação, o arco ainda não reeditado no Brasil, mas tem uma equivalente no Universo Ultimate (o arco “Tour Mundial”) com leves alterações.


The Uncanny X-Men # 125 – 1979/Superaventuras Marvel # 20, Editora Abril (fevereiro/1984) – Na Ilha Muir, Moira investiga os poderes cada vez mais fenomenais de Fênix, sem saber que seu laboratório foi invadido por Angus MacWhirter, ou na verdade, o ser que ocupa seu corpo.
Uma série de interlúdios traça o perfil de alguns personagens. No asteróide M, Magneto acidentalmente acessa uma imagem de Magda, sua amada, sugerindo um possível sub-plot que nunca aconteceu. Em Stornoway (Escócia) Jason Wyngarde traça planos para a Fênix, a quem começa manipular. No Mundo Imperial da Galáxia Shiar, Charles Xavier decide voltar à Terra.

Moira descobre que o Mutante X fugiu e ele tenta atacar Fênix.

Na Mansão de Xavier, os mutantes descobrem que Fera está vivo (e vice-versa). Imediatamente entram em contato com o laboratório de Moira, onde está Fênix (a quem acreditavam estar morta), Alex Summers, Jamie Madrox e Lorna Dane! Lorna é atacada pela mesma criatura que atacou Fênix.

The Uncanny X-Men # 126 – 1979/Superaventuras Marvel # 21, Editora Abril (março/1984) – os X-Men rumam para a Escócia e um erro gravíssimo de argumento faz com que os heróis na América cheguem mais rápido para ajudar Lorna, do quê os amigos na própria Ilha Muir!

Os times se reúnem e põem o caso atual em dia. Moira revela que o ser que está atacando e eventualmente sugando alguns corpos é o Mutante X, seu filho!

Durante a busca ao Mutante X, Jason manipula a percepção de Fênix de modo que ele pense, por alguns momentos, que está no século XVIII.
O Mutante X, que possuiu o corpo de um policial, é encurralado por Wolverine e Noturno e demonstra poderes de manipulação da realidade!

Tempestade ataca-o, ferindo-o e convocando uma tempestade.

The Uncanny X-Men # 127 – 1979/Superaventuras Marvel # 22, Editora Abril (abril/1984) – O Mutante X é afugentado por tiros de Moira, que não consegue matá-lo graças à Scott.

Sentindo Wolverine abalado pela experiência na luta, Ciclope o testa, como se estivesse na sala de perigo. Claro que hoje, conhecendo Logan como conhecemos a seqüência não tem muito sentido. Na época a personalidade do Wolverine não era tão explorada e conhecida.

Moira procura Joe MacTaggert, para revelar que o filho em comum, ao qual ele não tinha conhecimento está vindo para matá-lo.

Na seqüência seguinte o Mutante X domina o corpo de Joe, e Fênix sentindo a dor do homem, consegue triangular o local.

Começa o duelo final, quando o Mutante X (ou Proteus) manipula a realidade sem limites e mantém a mãe como refém, diante do ataque dos X-Men.


The Uncanny X-Men # 128 – 1979
/Superaventuras Marvel # 23, Editora Abril (maio/1984) – Proteus manipula a realidade transformando-a ao seu bel prazer. Os X-Men tentam salvar as pessoas e os seus durante a aventura, e somente quando Wolverine ataca, seguida por Ciclope e Destrutor, a equipe ganha alguma vantagem. O corpo em que Proteus está desgasta-se pelo esforço, e Colossus o destrói. O vilão então brinca com o jovem russo antes de possuí-lo, dando tempo para que ele assuma a forma de Colossus – um ser de metal, único elemento que fere realmente Proteus – e o destrua.

A – Chris Claremont, Chris Claremont & John Byrne (# 128)
D – John Byrne F – Terry Austin

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!