Pular para o conteúdo principal

A cronologia dos X-Men, Parte I

Longa e atualmente de alta numeração a cronologia dos X-Men é fácil de ser entendida, apesar de ter passagens tolas.
Basicamente os eventos principais acontecem em The Uncanny X-Men (reiniciada em 1975) e X-Men – Volume 2 (iniciada em 1992), sendo que em 2001 acrescentou X-treme X-Men, e em 2004 Astonishing X-Men – Volume 3.
O único personagem solo que tem série de longa duração é Wolverine, mas de pouca influência no contexto da saga mutante. Outros personagens tiveram séries mensais como Bishop e Gambit, além do fato que praticamente todos os mutantes já tiveram minisséries.
O início

No início o Professor Charles Xavier criou a sua escola, auxiliado por Amanda Voght e Moira McTaggert. Ele teve um filho na década anterior à abertura da escola, com uma jovem israelense que auxiliou a quebrar um bloqueio mental, num período em que trabalhou em uma clínica junto com Magnus. O quê rendeu uma aventura de Xavier e Magnus contra o embrião da Hidra.

Neste momento, sua escola abrigou Scott Summers (Ciclope), Henry McCoy (Fera), Warren Worthington (Anjo/Arcanjo), Robert Drake (Homem de Gelo) e Jean Grey (Garota Marvel/Fênix). Neste primeiro momento há pouco sobre a evolução do homo sapiens em homo sapiens superior, e mais da aventura de jovens estranhos numa escola com um professor estranho. Já explicava-se o mutante como uma evolução do homo sapiens, porém quase sempre por influência da energia nuclear nos pais – a guerra fria estava no auge.
Apesar de um bom período nas mãos de Roy Thomas e Neal Adams, os X-Men não convencem o público e são cancelados na edição # 93, sendo que o último ano e meio era apenas de reprises – o pior destino de uma série mensal.

Cronologicamente o quê vem em seguida é X-Men: Hidden Years, uma série de John Byrne criada no início da década de 2000.

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

A Saga do Quarto Mundo: Novos Deuses, volume 1 e 2

Ponto central a Saga do Quarto Mundo em New Gods (Novos Deuses em português) temos as aventuras de Orion sozinho ou auxiliado por Magtron e humanos. A parceria entre um deus e humanos seria evocada novamente em Os Eternos (1.976-78) do mesmo Jack Kirby. Em ambas as séries, após a parceria inicial os humanos seriam abandonados.

Aqui a macro-trama é que na Terra o deus maligno Darkseid tem pistas de uma fórmula chamada equação anti-vida ao qual deseja com objetivos próprios. Orion, filho de Darkseid mas criado pelo benigno Pai Celestial, é o nêmese de seu pai e está destinado a matá-lo.

Além de New Gods a Saga do Quarto Mundo foi publicada nos primeiros volumes das séries Mr Miracle (Senhor Milagre), Forever People (Povo da Eternidade) e Superman Pal's Jimmy Olsen (a única que não foi criação original de Kirby).

Originalmente New Gods foi publicada em série bimestral com onze números (março de 1972- novembro de 1972).

Em 1984 a DC Comics re-editou a série original em The New Gods,…