Open top menu
sábado, 19 de abril de 2014
Doctor Who [Arco 081]: Planet of Evil


Iniciando um novo ciclo de aventuras o Doutor (Tom Baker) e sua companheira Sarah Jane Smith (Elisabeth Sladen) chegam à Zeta Minor na fronteira do Universo e deparam-se com uma ameaça que põem em risco uma expedição de resgate e a possibilidade de salvar o sistema estelar Morestran.

[Localização no Continuum]
Planet of Evil é o 81º arco da série de TV britânica Doctor Who, exibida pela BBC. É o segundo arco da 13º temporada. É composto de quatro episódios com 25 minutos em média e foi exibido de 27/09/1975 a 18/10/1975.

[Trama]
A TARDIS recebe uma mensagem de socorro vinda de Zeta Minor no ano 37 mil. Investigando a origem se deparam com o último sobrevivente de uma expedição geológica Professor Sorenson (Frederick Jaeger) que crê que o minério colhido por ele poderá alimentar o sol de seu sistema estelar – genericamente chamado de Morestran. Sorenson é retratado como um cientista determinado e levemente enlouquecido, seja pela solidão, pela perda dos colegas ou por influência de uma consciência naquele planeta.

No entanto, Zeta Minor o planeta onde está sendo feito a pesquisa, fica no limite entre matéria e anti-matéria e o minério seria, na verdade, pedaços de anti-matéria que a consciência do planeta não permite que saiam do ponto de origem. Passa a matar os membros da expedição arqueológica e também os membros da equipe de resgate.

Inicialmente responsabilizados pelos crimes o Doutor e Sara unem-se ao reticente Salamar (Prentis Hancock) e seu segundo em comando Vishinsky (Ewen Solon) – deixando claro uma disputa pelo cargo de capitão da nave – para esclarecer os crimes e descobrem a intenção do ser de anti-matéria: não permitir que os fragmentos saiam do planeta.

A melhor opção para tanto é matar a todos!

[Curiosidades]
Muito diferente de todos os episódios de Doctor Who clássico que assisti até o momento Planet of Evil realmente se assemelha a um conto de terror, especialmente os dois primeiros episódios.

Em diversos momentos aponta suas inspirações, sejam elas no filme Planeta Proibido (uma adaptação da peça A tempestade de Shakespeare), seja no livro O estranho caso do Dr Jekyll e Sr Hyde e obviamente a distribuição de cargos e formato interno da nave de resgate de Morestran que me lembra muito o formato geral das pontes de comando da Federação dos Planetas Unidos do Universo de Star Trek, especialmente se levar-mos em conta que a história se passa no limite do universo, algo deveras comum na série americana.

O arco foi adaptado para o formato de novela em “Doctor Who and The Planet of Evil”, adaptado por Terrance Dicks e lançado em 18 de agosto de 1.977 na edição 47 da série de romance do Doctor.

-1
(Arco 80)
0
(Arco 81)
+1
(Arco 82)
Planet of Evil
Pyramids of Mars















Read more
terça-feira, 15 de abril de 2014
Game of Thrones [4x02] – The lion and the rose


The lion and the rose é o 2º episódio da quarta temporada da série de TV Game of Thrones, portanto o 32º da série. Game of Thrones é uma série de TV do canal HBO que adapta a série de livros As crônicas de fogo & gelo de George R R Martin.

E então aconteceu algo que todos esperavam!

[Alerta de spoiler!]

Joffrey Baratheon morreu!

Foi uma morte simples, devo admitir, um anticlímax em relação a tudo que o menino rei fez. Mas finalmente morreu!

No episódio há várias narrativas, apesar de centrar da metade para frente no casamento. Em uma delas Bran Stark que está em viagem para o norte consegue encontrar seu rumo depois de fazer contato com uma árvore fruto de seus poderes warg e a religião dos nortistas. Não empolga muito, mas auxilia na trama geral. A maior mudança é inserir a certeza de que o bastardo Ramsay Bolton começara uma busca pelos meninos Stark, pois mantêm o mutilado Theon Greyjoy, agora Fedor, como um submisso e acovardado prisioneiro.

Noutra Stannis queima vivo seu cunhado, mais para garantir publicamente seu apoio em deus da luz.

Jaime Lannister passa a treinar secretamente com Bronn para ganhar o controle da espada com a outra mão.

Varys avisa à Tyrion Lannister que Cersei tem conhecimento de Shae. Cersei revela o affair para Tywin, que exige ver a moça após o casamento. Percebendo que o tempo urge, o Duende rompe com a prostituta, magoa profundamente os sentimentos dela e a obriga a ir embora de Westeros, ordenando que Bronn a leve ao navio.

Supostamente Bronn cumpre a missão.

Mesmo durante o casamento temos outras tramas pequenos como a resistência de Oberyn em ser um convidado educado ou Jaime ameaçando Loras, sobre o provável casamento deste com Cersei. Esta última por sua vez revela que percebe que Brienne está apaixonada por Jaime e resolve deixar claro isto.

Mas é evidente que as pessoas se lembrarão do episódio pelo casamento entre Joffrey Baratheon e Margaery. O episódio escrito pelo próprio George R R Martin tem boa cadência e funciona para lembrar que Joffrey é um pé no saco: ele gasta boa parte das comemorações humilhando o casal Tyrion & Sansa, em especial o tio pois convoca anões para uma algazarra que representa a Guerra dos 5 Reis, depois joga vinho no tio e para terminar, o “elege” como seu copeiro.

Margaery tenta ganhar a simpatia e a atenção do evento – ela é a noiva, mas quando os noivos partem o bolo de casamento – com a segunda espada feita de aço valiriano – e começam a se alimentar com a torta de pombo, Joffrey, após beber um gole de vinho em uma taça entregue por Tyrion, se engasga e morre sufocado.

Apesar das tentativas Cersei e Jaime não conseguem salvar o rei, mas vendo uma conspiração onde pode não haver a rainha-regente crê que seu filho em seus últimos suspiros culpou o tio, Tyrion, que é imediatamente preso.

Sor Dontos auxilia Sansa a fugir do local, enquanto o marido da moça é levado. Como Dontos conseguirá tirar Sansa de Porto Real? Como ele sabia que haveria um momento tão perfeito para tirar a Stark do Palácio? Quem estaria gerenciando-o? Por quê?












































Read more