Pular para o conteúdo principal

Thanos, Coringa e a trilha do filme The dark knight

Ouvindo a trilha sonora de The dark knight (Hans Zimmer & James Newton Howard) me ocorreu que é impossível compreender Thanos – o dos quadrinhos, não o do cinema – sem compreender o quê é o niilismo, e ninguém é mais niilista que Coringa – o do cinema, não o dos quadrinhos.

Coringa em The dark knights deseja o CAOS pelo CAOS, não como uma forma de chegar ao poder. E se você tem dúvidas veja a cena do incêndio do dinheiro.

Religiosos poderiam ver a personalidade do assassino serial um reflexo do demônio supremo, o definitivo inimigo, Satanás.

Eu, mais simples, vejo não uma personificação da anarquia – que por minha parca formação cultural, associo ao movimento político – como desejam alguns, mas sim um agente do caos (não por acaso uma das músicas da trilha sonora).


E o caos a que me refiro é o verdadeiro e também definitivo: aquele que não se rende a forças de controle, não se submete, não se curva. Deseja a destruição, não como meio de chegar ao poder e lá se estabelecer, mas apenas pela destruição.

Este é Coringa do filme The dark knight e a excelente trilha sonora consegue mostrar isto para quem a ouví-la. Vale a pena uma audição.

Thanos, nos quadrinhos, é idem!

Deseja a destruição como meio para provar seu amor e decerto em alguns momentos encontra mais correspondência nesta do que na Morte, sua amada. E ponto. Invasões alienígenas para Thanos não são estratégias para o poder, mas sim, estratégias para o caos.

E com o caos o amor da Morte!

Para entender Thanos:
A saga de Thanos #1-5, minissérie em formatinho da Ed. Abril
Thanos: A busca, minissérie Ed. Abril
Abismo Infinito, minissérie publicada pela Panini Comics na série Marvel Apresenta
Universo Marvel: O fim, minissérie publicada pela Panini Comics na série Marvel Apresenta
Thanos, série mensal publicada nas primeiras edições de Universo Marvel da Panini Comics

E no fim, só quem vence é a morte!

Postagens mais visitadas deste blog

Lost – A sexta temporada: Um resumo bem pessoal de Lost, até o episódio 9 da sexta temporada.

Existe uma ilha com propriedades magnéticas e místicas. Magnéticas porque há um contador da energia que se acumula na ilha. E místicas porque ela possui um mecanismo que pode ser utilizado para alterar sua posição no tempo e espaço.
Dois seres habitam esta ilha. Um deles, Jacob, está impedindo que o outro, ainda sem nome, saia.
Jacob pode sair da ilha e pode atrair pessoas para lá.
A função de Jacob é impedir que o outro saia da ilha. O segundo deseja matar Jacob para poder sair.
Este segundo pode se tornar uma fumaça escura que agrupada pode se tornar pessoas – geralmente entes queridos mortos – ou ser usada para destruição. Durante muitos anos, nós expectadores, achávamos que era nano-tecnologia que tem conceito semelhante.
Em 1.867 um navio chega a ilha trazendo Ricardo que se tornará agente externo de Jacob. Ricardo se torna imortal graças aos poderes de Jacob.
Um núcleo de pessoas sempre habitou a ilha. Possivelmente atraídos por Jacob. Sempre.
Após enterrar uma bomba de hidrogênio…

EaD: Como estudar sozinho em casa

Árvore genealógica do Superman

Em Krypton Chronicles, uma série que contava a história dos ancestrais de Kal-El a DC publicou a árvore genealógica abaixo.

Divirta-se!